Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

O SmartThings, ecossistema da Samsung, alcançou mais de 70 milhões de conexões, segundo foi anunciado pela empresa hoje (20/04), alguns meses depois do lançamento das SmartTags e SmartTags+. Não por acaso, o anúncio foi feito bem no dia do lançamento das concorrentes AirTags da rival Apple. São sete dezenas de milhões de dispositivos auxiliares sendo conectados pelo app SmartThings Find a um serviço que tem se aprimorado em áreas como privacidade e, também, comandos de voz.

As conexões feitas via Bluetooth Low Energy (BLE) e ultra-wideband (UWB) podem ser usadas no ecossistema para encontrar smartphones, gadgets, tablets, smartwatches e fones de ouvido Galaxy. Outra gama de itens pessoais, como chaves, bolsas e até bicicletas também podem ser encontrados por meio de um pequeno rastreador da Samsung acoplado. De acordo com a empresa, mais da metade dos usuários dos Galaxy SmartTags usam os dispositivos em chaves de casa ou de carro. Essa forma de uso é seguida em mochilas, carteiras e bicicletas.

publicidade

Em outubro de 2020, a Samsung atualizou o app SmartThings para incluir o SmartThings Find. Além dos mais de 70 milhões de dispositivos registrados voluntariamente pelos usuários desde essa data, a Samsung lembra que 700 milhões de usuários Galaxy já podem participar da rede SmartThings Find. Assim, a empresa coreana afirma que este é um dos serviços de localização com crescimento mais rápido no mundo.

Novos recursos anunciados pela Samsung

A empresa coreana anunciou que, a partir da próxima semana, os usuários Galaxy terão dois novos recursos do SmartThings Find. O primeiro é o uso do Bixby para realização de pesquisas com viva-voz e ativadas por voz no Galaxy SmartTag. A princípio, o anúncio não informa se somente comandos em inglês são compreendidos pelo assistente.

A segunda novidade se trata do recurso Unknown Tag Search, em que é possível detectar um Galaxy SmartTag desconhecido rastreando o usuário. Em outras palavras, o app fará uma espécie de varredura de rastreadores da empresa no local, apontando aqueles que não pertencem a uma lista de rastreadores que a pessoa possui. A Samsung lembra que os dados do usuário do SmartThings Find são criptografados e que seu sistema de privacidade impede que a localização de um dispositivo seja revelada a outras pessoas.

O ecossistema SmartThings, ao que tudo indica, é uma das grandes apostas da empresa para os próximos anos. Na publicação, a Samsung cita a tecnologia sendo usada em controles de Smart Home e Smart Car, auxiliando na eficiência energética dos dispositivos conectados. Outro ponto colocado pela empresa está no SmartThings Air, que ajuda a monitorar a qualidade do ar em alguns ambientes, recomendando automaticamente configurações adequadas para purificadores de ar.

publicidade

Via Engadget