Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Um novo relatório divulgado por Ming-Chi Kuo, analista com longo histórico ligado aos produtos da Apple, revelou que o iPhone 13 terá suporte a mmWave 5G em diversas regiões do planeta, diferente do que ocorre com o iPhone 12. Apesar de suportar 5G em todos os países, o flagship da Apple, hoje, só tem cobertura pela antena mmWave em modelos vendidos nos Estados Unidos.

O relatório flagrado pelo pessoal do iMore revelou que, segundo Kuo, a proporção de 5G mmWave no iPhone aumentará para cerca de 55-60%, em comparação com cerca de 30-35% no iPhone 12. A nota disse ainda que a disponibilização do mmWave 5G no iPhone 13 terá suporte nos Estados Unidos, Canadá, Japão, Austrália e nas “principais operadoras móveis europeias”, sem revelar, no entanto, quais países europeus terão acesso à tecnologia.

publicidade

“A fabricante taiwanesa Qiqi foi contratada pela Apple para produzir antenas de ondas milimétricas para o iPhone 13. A empresa também está trabalhando com telecomunicações estrangeiras para levar ondas milimétricas a mais países com sua próxima linha de iPhone. A linha do iPhone 12, que é a primeira a apresentar conectividade 5G, atualmente oferece apenas ondas milimétricas nos Estados Unidos”, diz parte do relatório.

Na prática, o que muda?

O 5G real mmWave, na prática, tornará a navegação e a troca de dados aos usuários muito mais rápidas do que as existentes na vertente sub-6GHz, atualmente disponibilizada aos usuários do iPhone 12. O modo mmWave faz referência às bandas de rádio de alta frequência e, segundo Ming-Chi Kuo, “os dados transportados nessas bandas podem viajar muito mais rápido do que nas bandas de frequência inferior de Sub-6 GHz”.

O alerta do especialista em produtos da linha Apple é que, apesar de o iPhone 13 ser disponibilizado com a tecnologia mmWave junto ao 5G para mais países, as redes precisarão ser atualizadas, ou não acompanharão a evolução do flagship. Segundo Kuo, como a maioria das redes móveis fora dos Estados Unidos não oferece tal suporte, o cenário permanecerá igual até que a tecnologia das redes também receba seu devido upgrade.

Via Techradar e 9to5Mac

publicidade

Imagem: Kynii/iStock