Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

O Comitê de Supervisão do Facebook, aquela entidade que revê as decisões de moderação da rede social de Mark Zuckerberg, publicou que revisará o banimento de Donald Trump “nas próximas semanas”. A Suprema Corte independente estendeu o prazo de avaliação original, para ter tempo de avaliar todos os pontos justificados pelos usuários.

Segundo o Comitê, já são mais de 9000 comentários públicos feitos pelos usuários. Até o momento, a Suprema Corte do Facebook não informou mais informações sobre a data estimada para a decisão.

publicidade

Você pode conferir o anúncio oficial abaixo, no Twitter do Comitê de Supervisão do Facebook:

O mundo dá voltas

Se o Comitê de Supervisão reverter o banimento de Trump no Facebook, a situação será, no mínimo, irônica. O ex-presidente dos Estados Unidos chegou a ligar para Mark Zuckerberg para reclamar da criação da entidade. Agora, com as atividades da Suprema Corte já em curso, ela se encaminha para julgar um do que seja seus casos mais espinhosos – a exclusão do ex-presidente após os ataques ao Capitólio dos Estados Unidos.

Responsável por uma moderação mais independente, o Comitê de Supervisão do Facebook foi criado ano passado, para reavaliar decisões da rede social em exclusão de conteúdo. As decisões da Suprema Corte podem revogar decisões do próprio Mark Zuckerberg. Além disso, os julgamentos também terminam em sugestões de alteração para as políticas da plataforma – como num código penal em desenvolvimento.

publicidade

A Suprema Corte do Facebook avaliou seus primeiros casos no final de janeiro deste ano – um deles, inclusive, se passando no Brasil. Hoje, a plataforma aceita pedidos de revogação de exclusão e de derrubada de conteúdos feita por qualquer usuário. Porém, somente eles decidem quais processos seguirão adiante.

Via TechCrunch

Imagem: Evan El-Amin/CC/Shutterstock