Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

A linha Pixel do Google tem como principal apelo o desempenho de câmeras, mas os usuários também não precisavam se preocupar com performance porque eles sempre foram lançados com processadores top de linha, tirando as variantes Pixel A. Isso mudou quando o mais recente aparelho foi anunciado como intermediário com Snapdragon 765G, e o pior: reclamações indicavam que o software estava mal otimizado. Finalmente, agora em abril, o Google parece ter resolvido o problema, liberando uma atualização que melhora o desempenho da GPU do Pixel 5.

A GPU do processador é a principal responsável pelo desempenho de tarefas audiovisuais, tudo que envolva vídeo e jogos, basicamente. Mostrando que o ganho de performance foi mesmo absurdo com a atualização liberada em abril para o Pixel 5, o jornalista Andreas Proschofsky mostrou benchmarks em renderização 3D executados antes e depois do patch.

publicidade

https://twitter.com/suka_hiroaki/status/1379153855024226304

Os resultados mostram ganhos entre 30% e 50%. Porém, não parece que o Google operou milagres aqui: o mais provável, e discutido entre usuários do Pixel 5, é que o celular foi lançado com problemas de integração entre a GPU e o software, já que muitos outros intermediários com o Snapdragon 765G apresentavam performance muito superior ao smartphone da empresa de Mountain View.

A atualização de GPU para o Pixel 5 certamente agradará quem tem o aparelho, e vale lembrar que o Google já sonha em colocar seu sucessor no mercado: o Pixel 6 já recebeu uma série de rumores, e a movimentação da gigante de buscas em torno de um chip próprio aumenta as discussões de uma nova mudança na linha, tornando a linha de celulares cada vez mais produzida de ponta a ponta pela companhia.

Via Ars Technica

publicidade