Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Enfim, a LG Electronics Inc. encerra oficialmente sua produção de celulares, após seu conselho administrativo aprovar esta decisão hoje (05/04). O anúncio oficial veio conforme publicamos na semana passada e, quase certamente, significa o fim do LG Rollable, que ainda ensaiava para se apresentar.

Um dos principais fatores para o encerramento das atividades da LG no segmento de smartphones, certamente, foi a ausência de compradores. Agora, espera-se um número não especificado de funcionários sendo remanejados para as áreas de eletrodomésticos e veículos inteligentes.

publicidade

Em seu anúncio, a empresa afirma que voltará seu foco para outros setores de tecnologia, como soluções B2B, IoT, robótica, inteligência artificial e veículos elétricos (EVs). Um dos exemplos recentes nesse sentido é o alto investimento da LG para a produção de baterias para EVs. Há também o reforço da empresa na parceria com a Magna International Inc., firmando uma joint-venture para expandir o mercado elétrico. A Magna, aliás, é uma das principais cotadas para o desenvolvimento do Projeto Titan, do carro elétrico da Apple.

Ainda sobre o encerramento de sua área de celulares, a LG informa que fornecerá suporte de serviço e atualizações de software para seus clientes por um período que deverá variar conforme a região. As estimativas da empresa são de que a desaceleração dos negócios smartphones esteja concluída até o dia 31 de julho. No anúncio, a LG aponta que os estoques de alguns modelos existentes ainda poderão estar disponíveis após essa data.

A empresa afirma que continuará trabalhando no desenvolvimento de tecnologias móveis, como o 6G, e seus principais desenvolvimentos serão mantidos e aplicados em produtos existentes e futuros. Segundo a Bloomberg, as ações da LG subiram até 4,1% após o anúncio. A afiliada LG Display Co. também subiu 6,3%. Aqui no Brasil, caberá acompanhar o que ocorrerá aos mais de mil funcionários da fábrica de celulares da empresa em Taubaté-SP.

Via Bloomberg

publicidade

Imagem: iStockVadim/iStock