Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Depois de Clubhouse, Facebook, Twitter e Instagram, o Signal, aplicativo de troca de mensagens que explodiu em downloads após a polêmica atualização do WhatsApp, também pode ter sido banido da China. A informação foi passada pelo pessoal do site TechCrunch, após tentativas frustradas de acessar os servidores responsáveis pelo serviço desde a manhã de terça-feira (16/03). De acordo com o Greatfire.org, site de rastreamento de censura do apelidado de Grande Firewall da China (trocadilho com a Grande Muralha), o acesso ao app foi bloqueado já no dia anterior.

Se de fato for confirmado que o Signal foi banido da China, a notícia não chegará a ser surpresa, já que ele era uma das poucas redes sociais ocidentais que permanecia acessível aos usuários do país sem a necessidade de uso de uma VPN. Muito por conta disso, já conta com mais de meio milhão de downloads em iOS no território chinês – 100 milhões em todo o mundo, combinando os números das plataformas iOS e Android.

publicidade

O governo chinês controla rigidamente a internet no país e tudo o que é conversado em aplicativos de bate-papo, inclusive no WeChat, mais popular do país, com 1,1 bilhão de usuários mensais. Qualquer menção negativa ao regime político ou aos governantes faz o usuário ser bloqueado e até intimado a dar explicações para a polícia. Ao site Greatfire.org, um representante do Ministério de Relações Exteriores da China não confirmou se o Signal foi banido. “A internet na China está aberta e o governo chinês administra os assuntos relacionados à internet de acordo com a lei”, resumiu, sem explicar absolutamente nada.

Apple não foi notificada

Segundo o TechCrunch, o Signal ainda não foi oficialmente banido da China, pois segue disponível para download na versão chinesa da App Store, a lojinha de aplicativos da Apple. A alegação da Maçã é que, como não recebeu ordem do governo, não viu motivos para bloqueá-lo ou removê-lo da plataforma. O Signal, aliás, tem 37 mil avaliações na App Store da China, com nota 4,9 de 5,0 possível.

Por outro lado, o aplicativo já sumiu da Play Store, lojinha para downloads do Google. Como muitas empresas terceirizadas da China são responsáveis pela Play Store, elas tendem a ser mais obedientes às determinações do governo, mesmo que não oficiais e, por isso, já não listam mais o Signal como opção para download.

Via Android Central

publicidade