Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Sistema de transferências monetárias e pagamentos desenvolvido pelo Banco Central e lançado ao final de 2020, muitos ainda sequer usaram, menos ainda saber o que mais dá fazer com o Pix. Criado como uma promessa de modernização nas transações bancárias e se dispondo a substituir os conhecidos DOC e TED, o Pix não se limita apenas às transferências. A seguir, o que mais pode ser feito além de substituir os velhos DOC e TED.

Para começar, o Pix também se tornou um método de pagamento. As principais redes online de varejo, por exemplo, já aceitam o Pix como pagamento. O melhor de tudo é que ele não se limita às lojas digitais, podendo ser usados também no varejo, em restaurantes ou redes de fast food. Nas compras físicas, você pode fazer o pagamento por aproximação, por meio de QR Code. Ainda assim, no momento é interessante ter uma alternativa.

publicidade

tela de pagamento com pix selecionado

Embora a maioria das principais redes varejistas, serviços de delivery e de restaurantes já aceitem o Pix, existe uma parcela que ainda não lida com o novo sistema de pagamento. Ou seja, o Pix é uma realidade como forma de pagamento, mas é seguro contar com uma alternativa.

O Uber também embarcou na ideia, adotando o método de pagamento para transporte, delivery de restaurante ou mercado. Mas fique atento: só é possível usar o Pix para adicionar crédito pré-pago no aplicativo.

tela de pagamento do uber, com opção de pagar pelo Pix

Na tela de crédito pré-pago do Uber, já é possível encontrar o Pix como forma de pagamento. Imagem: Reprodução

Outra das coisas que você pode fazer com o Pix é pagar os famosos boletos. Um acordo feito entre o Banco Central e o SindiTelBrasil está garantindo a adesão gradual das operadoras no recebimento de pagamentos pelo Pix. Outro acordo semelhante também ocorreu com a Agência Nacional de Energia Elétrica, permitindo usar o Pix para pagar contas de energia.

publicidade

Por outro lado, nem todas as agências de distribuição de energia e operadoras de telefonia ainda estão aceitando os pagamentos por meio do Pix.

O que poderemos fazer no futuro?

Como toda nova ferramenta para pagamentos, o potencial do Pix ainda não foi desbloqueado. Para o futuro, espera-se que seja possível usá-lo até mesmo no WhatsApp, como declarado pelo próprio presidente do Banco Central.

Além disso, algumas empresas públicas já podem pagar Guias de Recolhimento da União pelo Pix. Esse documento é emitido para o pagamento de impostos, taxas para emissão de documentos e multas.

Mas a intenção não é limitar esse método de pagamento aos órgãos públicos, mas estendê-los também à população. A vantagem disso é que, diferente de um boleto convencional, o pagamento pelo Pix pode ser reconhecido instantaneamente.

Se você quer emitir um passaporte hoje, por exemplo, precisa pagar o imposto e aguardar alguns dias para a compensação. Apenas após essa compensação é possível agendar sua ida à Polícia Federal para continuar o processo. Com o Pix, bastará esperar alguns segundos para liberar o agendamento.