Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Com a pandemia de Covid-19 no mundo todo, muita coisa mudou em 2020. Entre elas, a forma de realizar pagamentos, possivelmente de forma definitiva. O CEO da Apple, Tim Cook, afirmou ontem que a pandemia deu um gás maior ao sistema de pagamentos por aproximação da Apple, o Apple Pay.

Ganhos maiores em um período turbulento

Durante um conferência com investidores na quinta (29/10), Cook afirmou que a empresa teve um sucesso financeiro grande – com lucro de US$ 64,7 bilhões, 1% a mais do que no ano passado – em todas as categorias de hardware, menos o iPhone. Apesar disto, esse foi o terceiro trimestre fiscal mais lucrativo da empresa, mesmo com as turbulências.

publicidade

Só para ter uma ideia, a receita dos iPads, por exemplo, foi de US$ 6,8 bilhões, um ganho considerável em relação aos US$ 4,66 bilhões arrecadados no ano passado. Cook ainda chegou a dizer, na conferência, que a empresa continua bastante entusiasmada com a área de pagamentos por aproximação. A categoria de pagamentos inclui produtos como o Apple Pay e o Apple Card.

Mais novidades a caminho?

Cook também afirmou que pelos recentes ganhos, a Apple irá continuar investindo na área de pagamentos, e que há ainda mais coisas para trazer. Segundo o CEO, os pagamentos por aproximação ganharam uma grande importância para a empresa. Uma boa notícia para os fãs da Maçã!

Além disso, o Apple Services, que também engloba o Apple Card, ganhou 585 milhões de assinantes e pode chegar a 600 milhões até o final do ano. No entanto, dados sobre uso do Apple Pay na América Latina ainda não foram divulgados. No Brasil, o pagamento por aproximação da Maçã pode ser usado com os principais cartões dos maiores bancos. Para se ter uma ideia da penetração no mercado, o Apple Pay é aceito em mais de um milhão de locais em todo o país, segundo a própria empresa.

O único problema é que os pagamentos por aproximação ainda são vistos com certo receio por aqui. Agora, é esperar pelas novidades da empresa e o que pretendem fazer para quebrar a insegurança e convencer os fãs brasileiros a usarem os pagamentos por aproximação.

publicidade

Via AppleInsider.