Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Pouco conhecida no Brasil, a Meizu é uma fabricante de celulares flagship da China que lançou dois hits no ano passado: o Meizu 17 e 17 Pro). Em uma carta interna aos funcionários da empresa liberada no Twitter, ela mencionou que o ano de 2020 demonstrou lucratividade contínua.

Ao mesmo tempo, a Meizu também menciona na carta uma maior estabilidade  no posicionamento de sua linha de celulares flagship. Na carta, a empresa mencionou o lançamento de sua estratégia de negócios para 2021, que é inspirado nos bons resultados que a Meizu obteve em 2020.

publicidade
O que diz o comunicado da Meizu para 2021?

No comunicado, a empresa divulgou o lançamento de sua estratégia para 2021. Ela consiste em focar os esforços em um núcleo e mais dois suportes.

Um ano de novidades

O núcleo será composto pelos smartphones flagships Meizu 18 e 18 Pro, que chegam ainda em 2021 e deverão contar com o processador Snapdragon 888. Imagens de outro modelo chamado Meizu Max também supostamente vazou e pode ser parte importante dessa estratégia.

publicidade

Já os suportes serão os dispositivos smart, como o fone Meizu POP Pro e o relógio Meizu Watch. O relógio será o primeiro modelo da empresa, o que a levará para a competição no mercado de smartwatches. O Meizu Watch chegará ao mercado chinês com o sistema operacional próprio Flyme.

A empresa também mostrou que pretende investir na série Lipro, que hoje consiste apenas em lâmpadas smart. Por outro lado, parece que a empresa pretende ampliar os produtos desse segmento, trazendo também dispositivos de segurança para casa.

Enquanto o comunicado da Meizu parece sinalizar uma permanência no setor de flagships para 2021, aparentemente não há a intenção de trazer sua próxima linha de smartphones para fora do mercado chinês. Tanto os modelos Meizu 17 quanto o Meizu Watch são comercializados por lá, tanto que o sistema operacional do smartwatch é o Flyme, ao invés do Android.