Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Novos rumores indicam que o iPhone 13 terá suporte a tecnologia 5G mmWave em mais países. As informações foram retiradas de um pedido de antenas mmWavem que teria sido feiti pela Apple à fabricante Qiqi, de Taiwan. Além disso, os modems 5G mmWave também podem estar presentes na próxima geração de MacBooks.

Por se tratar de algo novo, as conexões 5G não possuem uma tecnologia de frequência padrão no mercado, de modo que muitas empresas e países investem no modelo que mais lhe interessam. No entanto, a tecnologia mmWave é considerada uma das favoritas entre empresas como a Qualcomm, Samsung e LG, por oferecer velocidades muito maiores.

publicidade

Hoje, a tecnologia é utilizada pela Apple somente nos iPhone 12 dos Estados Unidos. O interesse da fabricante estaria no fato que, em comparação com outras conexões 5G como a Sub-6, por exemplo, a mmWave seria muito mais rápida (apesar de ter um alcance menor), dando aos usuários a experiência do chamado “real 5G”. Além disto, ao adotá-la em ampla escala no iPhone 13, a fabricante estaria apostando em um domínio do 5G mmWave ao redor do mundo.

Fornecedora é subsidiária da Wistron

Outro detalhe que reforça a teoria de que as novas antenas seriam para o iPhone 13 estão na relação da Qiqi com a Wistron, responsável pela produção dos iPhone e que recentemente se envolveu em um escândalo por não cumprir acordos trabalhistas, em uma de suas unidades na India, levando a Apple a se desculpar publicamente.

A Wistron adquiriu ações da Qiqi, tomando cerca de 22% do controle da empresa. A manobra estaria relacionada a inclusão da fabricante de antenas na cadeia global de distribuidores do iPhone, que passaria a dividir o fornecimento para a Apple com a japonesa Murata Manufacturing Co.

De acordo com o documento, o presidente da Qiqi, Xixi Hongbo, que também já foi CEO de um braço da Wistron, teria anunciado em uma conferência interna que as remessas de produtos relacionados ao 5G aumentarão significativamente em 2021, especialmente nos Estados Unidos. A estimativa é que a empresa triplique a sua produção.

publicidade
Antenas 5G mmWave nos próximos MacBooks

Além do iPhone 13, o interesse da Apple pela Qiqi  pode ir além dos smartphones. A fabricante também é parceira da Qualcomm e conquistou ótimo resultados na aplicação da tecnologia 5G em laptops e outros produtos portáteis.

Com o lançamento dos processadores M1, a Apple aproximou o hardware dos MacBooks à tecnologia utilizada no iPhone e iPad. Assim, a tendência é que o ecossistema se torne cada vez mais parecido ao ponto de tanto o iPhone 13, quanto a nova geração de MacBooks compartilhem de outros componentes, incluindo modems com antenas 5G mmWave.

Via Pattently Apple
Foto: Benny Bowden/Unsplash