Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

A Apple foi a primeira empresa a entrar em contato com a produtora de microprocessadores taiwanesa TSMC para tratar sobre seu processo de fabricação de processadores 3nm. É o que informa o United Daily News, que também aponta que a fabricante americana quer contar com a empresa do Taiwan para fornecimento de componentes da próxima geração de chips da série M, para os próximos Macs e, posteriormente, para chips da série A, para futuros iPads e iPhones.

Em processadores, o processo de fabricação medido em nanômetros (nm) indica o tamanho de cada transístor (elemento básico) do processador. Quanto menor, mais compacto e, potencialmente, mais potente ele é. Superando o padrão “antigo” de 7nm, de 2018, o processo de 5nm só chegou na prática este ano. O de 3nm deve chegar em 2022.

publicidade

Em 2020, a Apple investiu bastante nos processadores de 5nm da TSMC para os chips M1 de seus Macs e para os chips A14 de seus iPads e iPhones. O iPad Air 2020, por exemplo, contou com um A14 Bionic de 5nm. Agora, tudo indica que o intuito é continuar investindo nos negócios com a TSMC, já contando com os processadores de 3nm, que pretendem aumentar em 15% o desempenho dos chips, além de otimizar o consumo de energia dos aparelhos.

A TSMC também tem colocado muito dinheiro em seus projetos. Recentemente, o Vida Celular publicou que a empresa investiu cerca de US$ 17 bi em 2020 para se manter em posição de destaque no mercado de chips. Entre os avanços nesse sentido, há uma fábrica no Southern Taiwan Science Park (STSP) para produção de chips 3nm em 2022.

Previsão, planejamento e meta

O relatório da United Daily News informa que há previsão da TSMC para produção de pelo menos 300 milhões de chips baseados nos processadores de 3nm. Com a Apple mostrando grande interesse, a TSMC pode sentir ainda mais confiança em seus projetos focados nesse tipo de avanço tecnológico. Há planejamento para que já em 2021 seja iniciada uma produção experimental de chips 3nm pela empresa taiwanesa.

De acordo com insights do setor, a TSMC ensaia uma meta anual de produção de 600.000 chips baseados em 3nm. Mas antes de passar para esse nível de avanço tecnológico, a fabricante taiwanesa deve apresentar seus processadores de 4nm. De qualquer forma, se a Apple já demonstrou comprovadamente um imenso interesse nos processadores de 3nm, imagina quando for a vez dos processadores de 2nm, que já foram mencionados pela TSMC.

publicidade

Via Pocketnow