Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Motorola, Vivo, LG, Oppo, Asus, Realme, Samsung, Lenovo e, principalmente Xiaomi, já confirmaram que utilizarão em seus novos smartphones o recém-lançado Snapdragon 888, processador da Qualcomm equipado com a nova versão do modem X60 5G, que garante mais qualidade nas conexões de internet sem fio.

A Xiaomi, no entanto, parece estar com uma parceria mais adiantada com a Qualcomm, e pode sair na frente das rivais em seus lançamentos para 2021. Lei Jun, CEO da fabricante chinesa, já confirmou que o Xiaomi Mi 11 é o escolhido para ser o pioneiro na utilização do poderoso processador. “Será um produto de ponta e recheado de tecnologia”, adiantou.

publicidade

A ideia de combinar a tecnologia Xiaomi com a do novo chipset é dar aos dispositivos equipados com um Snapdragon 888 maior estabilidade para transmissões. Na prática, como já foi dito por aqui, o modem Snapdragon X60 de terceira geração conseguirá alternar as bandas conforme a necessidade dos usuários, garantindo velocidade e estabilidade nas conexões.

Redmi K40 Pro e Emperor: mais dois Xiaomi com Snapdragon 888

Além do Xiaomi Mi 11, que será o “carro-chefe” da fabricante chinesa a contar com o Snapdragon 888, outros dois modelos de smartphones mais acessíveis com a marca Redmi deverão seguir o mesmo caminho. Lu Weibing, CEO da Redmi, deu a dica ao afirmar que o Redmi K40 sairá em 2021 com o novo processador da Qualcomm.

O terceiro smartphone da Xiaomi a contar com o Snapdragon 888 está sendo preparado outra marca do grupo, a Black Shark. A empresa trabalha em um dispositivo registrado sob o nome Emperor, construído para “voar” com o processador da Qualcomm. Os pontos fortes devem ser o design e a velocidade do carregamento da bateria. A promessa da fabricante chinesa é que a bateria de 4000 mAh seja carregada completamente com apenas 19 minutos de carga.

Via GizChina e ITHome.

publicidade