AndroidAppleNotíciasVenda de smartphones tem queda de 5,7% no 3º trimestre

Paulo Amaral3 meses atrás5 min

De acordo com informações divulgadas nesta terça-feira pela consultoria Garner Group, o mercado de smartphones apresentou uma queda global em vendas no 3º trimestre, A retração, no comparativo com o mesmo período de 2019, foi de 5,7%, passando de 388,8 milhões de unidades no ano passado para 366,6 milhões em 2020.

De acordo com Anshul Gupta, diretor de pesquisa sênior do grupo, as vendas chegaram a apresentar uma alta moderada do 2º para o 3º trimestre neste ano, mas a retração no comparativo com o mesmo período de 2019 era esperada. “Foi uma demanda reprimida dos trimestres anteriores”, resumiu.

A pandemia de Covid-19 teve uma parcela de culpa nesta queda de quase 6% nas vendas de smartphones no 3º trimestre de 2020 ante o de 2019, época em que o novo coronavírus sequer era conhecido de boa parte do globo. O executivo alegou que “os consumidores estão controlando seus gastos, mesmo quando algumas restrições começaram a diminuir e a economia apresentou melhoras”.

Samsung e Xiaomi não registraram queda no período

A queda na venda de smartphones no comparativo 2020 x 2019 não atingiu apenas duas das cinco que mais comercializaram celulares no 3º trimestre deste ano. A Samsung, que em 2019 vendeu 79,05 milhões de celulares durante o 3º trimestre, passou para 80,81 milhões no período atual, com 22% de Market share.

A Huawei, apesar de ocupar a segunda colocação em vendas no período, com 51,83 milhões de celulares vendidos, fechou o trimestre com 21,3% de queda em relação a 2019. A empresa chinesa tem, atualmente, 14,1% de Market share.

Na terceira posição vem a Xiaomi. A marca, assim como a líder Samsung, não registrou queda e cresceu no período, com a venda de smartphones passando de 32,92 milhões para 44,40 milhões – alta de 34,9% e Market share de 12,1% no período.

A Xiaomi tomou o lugar da Apple no pódio. A marca da maçã, agora, está na quarta posição, com a venda de smartphones apresentando queda de 40,83 milhões em 2019 para 40,59 milhões em 2020. O top 5 é fechado pela Oppo, que teve queda na venda, comercializando 29,89 milhões de celulares contra 30,58 milhões em 2019.

Annette Zimmermann, vice-presidente de pesquisas da consultoria Garnet, atrelou a queda da Apple ao atraso no lançamento de seu principal produto: a nova linha do iPhone. “A ligeira diminuição foi principalmente devido ao atraso da Apple no início da remessa de sua nova geração do iPhone de 2020, que nos anos anteriores sempre começaria em meados / final de setembro. Este ano, o evento de lançamento e a remessa começaram 4 semanas depois do normal”.

Via Gartner Group

Imagem: Gerd Altmann/Pixabay/CC