Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Anunciado em 2014, o Android One prometia celulares com preços populares rodando uma versão mais limpa do sistema operacional, exigindo menos do hardware. E também atualizados com uma frequência que os fabricantes, com suas interfaces proprietárias, não costumavam fazer. Infelizmente, parece que o Android One está perto do fim.

Desde o começo, os planos do Android One mudaram bastante, chegando a integrar topos de linha. Atualmente, a Nokia é uma das únicas fabricantes realmente dedicada à iniciativa em um âmbito global. Além dela, apenas a a Motorola  investe na linha One, mas só em alguns mercados, como o brasileiro.

publicidade

A Nokia investiu bastante no uso do sistema e no começo e teve despenho satisfatório. O Nokia 7 Plus, por exemplo, teve um bom lançamento e era equipado com o Android One. Apesar disso, as coisas começaram a complicar e o recente Nokia 8.3 5G mostrou isso.

Modelo fracassou

Um dos motivos do fracasso do modelo é justamente a falta de atualizações do software do Google – um dos pilares do programa. O Android 11 foi lançado há pouco mais de dois meses, mas até agora não foi lançado para o Android One, apesar de ter chegado no primeiro dia nos modelos da linha Pixel e mais recentemente no One Plus 8. Por fim, os modelos da Samsung também devem receber a atualização em breve.

Mas, os aparelhos com o One foram excluídos da lista. O cronograma divulgado pela Nokia pretende atualizar os modelos apenas no final do primeiro trimestre de 2021.

A situação é ainda mais crítica no Brasil, país onde a Motorola é muito ativa no mercado dos intermediários e possuí diversos smartphones com o Android One. A empresa tem previsão de lançar a atualização, mas ainda não tem uma data definida.

publicidade

A demora para o lançamento compromete a promessa feita quando Android One foi lançado, o programa garante atualização frequentes durante um bom período de tempo. Usuários já haviam alertado para o atraso das novas versões desde o Android 10. Essa falta de cuidado do Google com o sistema pode decretar o fim do Android One.

Via AndroidCentral