AndroidNotíciasRealme chega a 50 milhões de smartphones vendidos, diz Counterpoint

Paulo Amaral1 semana atrás5 min

A Realme se tornou, no terceiro trimestre de 2020, a fabricante a atingir com maior rapidez a marca de 50 milhões de smartphones vendidos em todo o mundo desde a sua fundação, de acordo com a Counterpoint.

Nascida em 2010 na China como subsidiária da Oppo, a Realme se desligou da empresa dois anos atrás para se tornar independente. Assim como nos tempos de subsidiária, o foco segue sendo oferecer produtos de qualidade, mas principalmente, com um bom custo-benefício para o consumidor.

E agora, dois anos após sua independência, a Realme conseguiu estabelecer um recorde no mercado de smartphones. Os números divulgados apontaram ainda que a Realme apresentou alta de 132% nas vendas QoQ (quarter over quarter, ou trimestre em trimestre) e de 45% no comparativo YoY (year over year, ou ano a ano), superando concorrentes como Xiaomi, Samsung, Vivo, Motorola, Tecno, Oppo, LG e Apple, a que menos cresceu, de acordo com o relatório da Counterpoint.

Realme quer dobrar marca de 50 milhões de unidades vendidas

Para termos uma noção do crescimento registrado pela Realme até chegar a 50 milhões de unidades vendidas, o mercado global de smartphones cresceu, no mesmo período, 32% na comparação QoQ, registrando queda de 4% na YoY. Apenas no mercado indiano, a alta da Realme foi de 300% no QoQ, registrando 47% no sudeste asiático e 197% no YoY nesta região.

A fabricante chinesa, no entanto, não pretende parar por aí. Os planos da marca são audaciosos, e visam a duplicação dos números atuais de vendas nos próximos trimestres com o lançamento de novos produtos, muito além dos modernos smartphones.

Rotulada de estratégia 1+4+N, a ideia da Realme é lançar no mercado Smart TVs, fones de ouvido, smartwatches, câmeras 360 e muito mais. Tudo para impulsionar ainda mais a já boa fatia de 15% do mercado que a marca possui na Índia e para se manter ao menos no top 5 em vendas de smartphones 5G na China, seu país natal.

A chegada ao mercado brasileiro também é parte dos planos da Realme para se manter entre as marcas mais vendidas e conseguir superar o já impressionante número de 50 milhões em dois anos. A empresa anunciou que está chegando ao Brasil este ano, mas, por enquanto, com smartphones 5G e dispositivos AIoT.

Via 91 Mobiles.