Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

A votação para decidir o próximo presidente dos EUA se aproxima e, com isso, as redes sociais andam tomando medidas para combater as fake news. Agora, após o Twitter divulgar que desmentiria postagens com conteúdo falso, e o YouTube falar na divulgação de números quentes nos resultados, o Facebook derruba mais contas que violam suas regras às vésperas das eleições.

O que motiva a decisão

A rede social decidiu remover as contas principalmente pelo chamado perception hacking (“hackeamento da percepção”). E, com ele, sua possível influência no resultado das eleições americanas. O termo ficou famoso mediante um editorial do Washington Post e significa a ação de manipular pessoas para que pensem estar sendo manipuladas. Por mais estranha que possa parecer à primeira vista, a tática favorece desconfiança em relação à democracia e suas instituições, como a imprensa . Seu objetivo final é a descrença das pessoas nas notícias, minando a função questionadora do jornalismo e os valores democráticos.

publicidade

Além disso, outros fatores fizeram o Facebook optar pela derrubada de contas às vésperas das eleições. Dentre eles, pode-se citar a maneira como lidou com as eleições de 2016 dos EUA: o próprio vice-presidente da empresa deu a entender que não lidaram da melhor forma. Outro aspecto que se destaca, aliás, é o boicote promovido por anunciantes em julho deste ano. De certa forma, é possível dizer que a rede social tem se preparado melhor para combater a desinformação.

Rede de contas falsas é descoberta

O Facebook afirma já ter encontrado várias redes de contas falsas. A principal rede se localizava na Venezuela e no México, enquanto outra que se destaca postava a partir do Irã. O tema das postagens dessas contas falsas, em inglês e espanhol, não deixa dúvidas a respeito de seus objetivos. Tratavam sempre de uma leitura altamente enviesada sobre atualidades dos EUA. Só essas duas redes somavam, no total, 13 contas e seis páginas do Facebook, bem como 33 contas do Instagram. A empresa não divulgou mais informações sobre outras redes ou quantas delas já foram identificadas e derrubadas.

Via: Android Headlines.

publicidade