Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

A linha Galaxy Watch 4 de relógios inteligentes da Samsung, foi lançada oficialmente nesta quarta-feira, e foi a primeira novidade do evento Unpacked de marca sul-coreana. Apresentados antes dos dobráveis Z Fold 3 e Z Flip 3, e da nova geração dos fones Galaxy Buds 2, os novos Galaxy Watch 4 e Watch 4 Classic chegam cheios de novidades.

Entre as principais estão as presenças de um novo sistema operacional e de um processador inédito. A família Galaxy Watch 4 será a primeira a utilizar o chipset Exynos W920. O processador é o primeiro de 5 nm a equipar um relógio da marca, e promete melhorar o desempenho em relação às gerações anteriores, principalmente no scroll de tela e na execução de múltiplas tarefas simultaneamente.

publicidade

Segundo a Samsung, a GPU Mali-G68 dará aos modelos Galaxy Watch 4 até 10 vezes mais potência do que a existente no antecessor, equipado com o processador Exynos W9110. E isso tudo com um armazenamento interno de 16 GB, o maior já disponibilizado nos relógios inteligentes da marca.

Entre os novos recursos presentes, vale citar o controle por gestos. “Atenda seu celular movendo o braço para cima ou para baixo, ou desligue uma notificação apenas movendo o pulso. Esse é o processador mais avançado do momento, e deixará você usar o Galaxy Watch 4 à sua maneira”, afirmou a apresentadora oficial da primeira parte do evento da Samsung.

WearOS 3

Imagem mostra modelos de Galaxy Watch 4, relógio inteligente da Samsung lançado hoje

Além do novo processador, o Galaxy Watch 4 lançado hoje, assim como o Galaxy Watch 4, chegarão às lojas dotados com o sistema operacional WearOS 3. Anunciado no fim de julho, ele foi desenvolvido em parceria pela Samsung e pelo Google, e une o melhor do Tizen (antigamente usado pela Samsung) e pelo WearOS. Tudo rodando sobre a interface One UI Watch.

publicidade

De acordo com o anunciado na época, a junção do “melhor dos dois mundos” dará ao Galaxy Watch 4 lançado nesta quarta-feira maior autonomia de bateria, transição mais suave entre apps e outras melhorias. A ideia é ainda tornar o smartwatch mais independente do celular, capacitando que ele possa ouvir música ou atender ligações sem necessidade de pareamento.

Personalização

Imagem mostra pessoa com a mão no bolso usando um galaxy watch 4 com pulseira amarela

Quem é das antigas, provavelmente vai se lembrar de um relógio que fez sucesso na década de 1980: o Champion. O analógico era bonitinho, e tinha como principal chamariz a possibilidade de trocar as pulseiras e, assim, combinar com sua roupa, sapato, etc.

O Galaxy Watch 4 lançado hoje, décadas depois, trouxe de volta esse recurso. São muitas as opções de cores de pulseiras disponíveis, e o usuário pode trocá-las de acordo com o look (ou com o humor, se preferir).

Saúde é o que interessa

Imagem mostra usuário experimentando o recurso BIA no Galaxy Watch 4

Os recursos voltados para a saúde também estão em abundância, seja qual for o modelo de Galaxy Watch 4 lançado que você escolher. “A Samsung compreende que a saúde é diferente para todos, por isso construímos um conjunto robusto de recursos de saúde e bem-estar para dar às pessoas uma compreensão mais profunda e mais útil da sua aptidão física no geral”, disse o anúncio.

Entre os recursos está o sensor BioActive (BIA), que faz a análise da Impedância Biométrica. Ele permite, por meio de sensores colocados na parte de baixo do smartwatch, que o Galaxy Watch 4 faça uma leitura de pontos vitais do usuário. Com isso, permite o monitoramento não apenas da frequência cardíaca, mas também da oxigenação sanguínea. A ideia é que os recursos auxiliem até mesmo médicos e nutricionistas a terem melhores informações sobre os dados de saúde dos usuários.

Cores, bateria… E preços

Galaxy Watch 4 é mostrado em várias cores

O Galaxy Watch 4 será disponibilizado em dois tamanhos (40 mm e 44 mm) e três cores distintas (preto, prata e verde). Já o Galaxy Watch Classic sairá em variantes com 42 mm ou 46 mm, mas não terá a cor verde disponível. Ambos têm baterias iguais, com função Auto Switch e promessa de durar até 40 horas. Dependendo das condições, essa autonomia pode chegar a até 7 dias.

Galaxy Watch 4 Classic

Além disso, faltou falar sobre o ponto que talvez mais tenha aguçado a curiosidade de quem esperou tanto esse lançamento, seu preço. De acordo com a Samsung, eles custarão a partir de 269,99 euros (R$ 1.652 pelo câmbio atual). Esse será o preço da variante de entrada do Galaxy Watch 4, pois a LTE sairá por 319,99 euros (R$ 1.959). A versão Classic custará entre 369 euros e 419,99 euros (R$ 2.259 e R$ 2.571). Os modelos estarão disponíveis para compra a partir do dia 27 de agosto.

E no Brasil? Tanto o Watch 4 quanto o Watch 4 Classic já aparecem no site da Samsung, mas ainda sem preços.