Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Se você ainda não atualizou seu iPad, iPhone ou Mac com o mais recente patch para correção de vulnerabilidade, aqui vai um recadinho da Apple: atualize agora. De acordo com a empresa, que no início da semana lançou o iOS 14.7.1, o iPadOS 14.7.1 e o macOS Big Sur 11.5.1, a instalação dessa correção é fundamental.

Geralmente, patches de segurança corrigem vulnerabilidades descobertas por equipes de desenvolvimento ou hackers white hat (os hackers “do bem”, que tentam hackear para descobrir essas vulnerabilidades). Neste caso, é algo que os hackers black hat (os criminosos) já estão explorando. Então, de novo: leve a sério esta.

publicidade

A Apple informou que, embora as atualizações citadas não corrijam bugs, elas foram designadas para incrementar a segurança de uma vulnerabilidade que, segundo a empresa, “pode ter sido explorada novamente”. Em português claro, como diriam nossos avós, os cibercriminosos sabem disso e já estão se aproveitando.

O recado da empresa foi direcionado para donos de iPhone 6s ou superiores, todos os modelos de iPad Pro, iPad Air 2 ou mais recente, iPad de 5ª geração para a frente, iPad 4 ou posterior e até iPod Touch de 7ª geração. O problema em questão, de acordo com a Apple, e que necessita do patch de segurança para ser corrigido, permitiria a um determinado app executar um código arbitrário com privilégios de kernel, causando corrupção de memória.

A preocupação com a segurança é justificável, pois não se sabe exatamente o que a vulnerabilidade pode causar nos dispositivos Apple que não receberem a atualização do patch. Não ficou claro se ela seria usada apenas para desbloquear dispositivos iOS ou, até, se estaria ligada ao hack de ferramenta de spyware do Grupo NOS, usada para atingir jornalistas, ativistas e figuras do governo. O famoso Pegasus.

Como atualizar

Para atualizar seu iPhone, iPad ou outro dispositivo Apple com o novo patch de segurança e se proteger da vulnerabilidade descoberta, basta seguir alguns simples passos. Se for dono de um iPhone ou um iPad, nos modelos já listados acima, vá para Ajustes> Geral> Atualização de Software, baixe e instale todas as atualizações disponíveis.

publicidade

No caso de ser proprietário de um macOS, clique no ícone da maçã, localizado no canto superior esquerdo, vá para ‘Preferências do Sistema’, encontre ‘Atualização de Software’ e, então, baixe e instale todas as atualizações disponíveis. Pronto. Seu aparelho Apple estará protegido… Pelo menos até a próxima vulnerabilidade ser descoberta, e um novo patch ser necessário.

Via ZDNet

Imagem: Shizamaki/Pexels/CC