Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Prestes a lançar seu tão esperado super carregador de 125W, capaz de carregar 100% de uma bateria de 4000 mAh em apenas 20 minutos, a Oppo revelou hoje algumas tecnologias que podem garantir a segurança no carregamento dos celulares, além de uma maior duração a longo prazo. A estratégia é uma forma de evitar problemas devido ao superaquecimento gerado por tamanha velocidade de carga e perda da vida útil da bateria.

As novidades foram anunciadas no perfil da companhia na rede social Weibo. A Oppo não chegou a citar o carregador ultra rápido nem a tecnologia Interconnected Life prometida para o Congresso Mundial de Mobiles, que ocorreu no fim de junho. Também não foi falado qual smartphone deve estrear esses recursos, o que gera uma expectativa de novidades em breve. Sabe-se que a fabricante está para lançar um celular gamer, que como todo aparelho do gênero, precisa de uma bateria de grande capacidade e velocidade de carregamento.

publicidade
Mudanças na estrutura

Para oferecer os avanços em segurança, a Oppo apresentou as mudanças que realizou na estrutura das baterias. A primeira delas foi chamada de Internal String Double Cell, que reduz o espaço das células ao organizá-las em duplas sobrepostas com uma camada de polímero no meio. Isso garante que cada célula atue de forma independente sem interferir na outra, mesmo estando tão próximas.

Imagem de três camadas de bateria da Oppo

Demonstração da estrutura no modelo sanduíche da Oppo (Divulgação/Oppo)

Além disso, a estrutura da bateria foi modulada no que a empresa chamou de modelo sanduíche. Duas placas de alumínio sobrepostas com o polímero no meio recebem uma camada de uma cobertura de segurança tanto em cima como embaixo. Assim, o resultado é um “sanduíche” de energia com 5 camadas.

Menos é mais

Outras duas tecnologias de carregamento reveladas pela Oppo são o Fuso de Baixa Impedância e o nitreto de gálio (GaN). O primeiro item é um recurso que ajuda a reduzir um processo físico chamado impedância elétrica, um dos responsáveis por gerar calor durante a alimentação da bateria. Já o GaN é um recurso químico que consegue ser menor que os semicondutores de silício.

Esses recursos vão além da redução no calor e no espaço ocupado pela bateria. Eles garantem a manutenção no fluxo de energia, o que resulta em eficácia na recarga e maior velocidade de carregamento.

publicidade
Melhorias para os usuários

Por fim, a Oppo apresentou duas tecnologias que prometem melhorar o desempenho do carregamento e vida útil das baterias para o usuário. O primeiro deles é um chip inteligente que consegue detectar as quedas de tensão anormais da bateria. Com isso, ele consegue detectar quando a fonte de energia do smartphone está passando desta para uma melhor e envia um aviso no sistema operacional para alertar o usuário.

Imagem do chip inteligente para baterias da Oppo

Imagem do chip capaz de detectar a deterioração da bateria (Divulgação/Oppo)

O segundo é um algoritmo capaz de calcular qual a melhor forma de recarregar o celular com base no adaptador, no carregador, na capacidade da bateria e na corrente utilizada pelo usuário. Assim, o algoritmo vai sempre optar pelo método que carregue mais rápido e aqueça menos.

Via Sparrow News