Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Pouco após a homologação do Redmi Note 10 5G pela Anatel, a Xiaomi Brasil confirmou — pelo Twitter — a data em que está trazendo o novo celular intermediário para o país, dia 22 de junho, na semana que vem. Este será o quarto modelo da família a desembarcar por aqui — após a fabricante ter lançado de uma só vez os Redmi Note 10, 10S e 10 Pro.

Apesar do nome similar ao Redmi Note 10, o modelo 5G chegará ao Brasil com uma série de especificações distintas. Parece que a estratégia da chinesa aqui foi cortar custos de algumas áreas para inserir a quinta geração de redes móveis a um preço acessível (lá fora custa o equivalente a R$ 913 em conversão direta hoje, 17/06), como a Samsung fez no lançamento do Galaxy A32 5G. O aparelho da chinesa tem tela LCD de 6,5 polegadas com resolução Full HD e taxa de atualização de 90Hz, e é abastecido pelo processador MediaTek Dimensity 700.

publicidade

Evento acontece dia 22 às 13h

O lançamento acontecerá de forma virtual no próximo dia 22. A Xiaomi Brasil fará uma transmissão em suas redes sociais para divulgar qual Redmi Note 10 5G — ou quais — modelo(s) dele chega(m) ao país. Isto porque lá fora ele é vendido com versões de 4, 6 ou 8 GB de memória RAM, com 64, 128 ou 256 GB de armazenamento interno. É esperado que a fabricante também divulgue os preços locais. Todos trazem bateria de 5000 mAh e são compatíveis com carregamento rápido de 18W, com acessório incluído na caixa.

Por enquanto o Redmi Note 10 Pro 5G vai ficando de fora, mas ele ainda pode ser lançado. Caso isso aconteça, ele seria o quinto modelo da família no país. Recentemente a Xiaomi também trouxe novos smartphones Poco — estes com hardware de flagship. Mesmo a linha Mi contou com a chegada do Mi 11 ao Brasil, como celular mais caro da fabricante já lançado por aqui, até agora.