Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

A Apple anunciou nesta quinta-feira (17/06) que o app de reconhecimento de música Shazam ultrapassou a média de um bilhão de canções identificadas por mês. Os números refletem o sucesso duradouro do popular aplicativo, que foi adquirido pela empresa americana em setembro de 2018 por cerca de US$ 400 milhões.

Com 200 milhões de usuários mensais, o Shazam se tornou uma opção quase unânime quando se trata de identificar automaticamente uma canção ou uma peça musical. O serviço foi fundado em 2002 como uma plataforma gerida por mensagens SMS e estreou no iPhone em 2008, chegando pouco depois ao Android. Nesta quinta-feira, a Apple também revelou que o aplicativo atingiu a marca de 50 bilhões de reconhecimentos (as chamadas tags) desde sua fundação.

publicidade

“O Shazam é sinônimo de magia, tanto para fãs que reconhecem a música quase instantaneamente, quanto para os artistas que estão sendo descobertos”, disse o vice-presidente da Apple, Oliver Schusser. “Os marcos de hoje mostram não apenas o amor das pessoas pelo Shazam, mas também o apetite cada vez maior por descobertas musicais em todo o mundo.”

De 2002 para cá, a canção mais vezes identificada pelo Shazam foi “Dance Monkey”, da cantora australiana Tones and I — 36,6 milhões de vezes. Já a primeira canção na história a ser reconhecida pelo aplicativo foi “Jeepster”, da banda de glam rock britânica T-Rex.

ShazamKit e nova interface

Neste ano, uma das novidades anunciadas pela Apple envolvendo o Shazam foi o lançamento do ShazamKit, um recurso que vai permitir a terceiros que utilizem a tecnologia do popular app. A framework estará disponível para iOS e Android e possibilitará aos desenvolvedores que não apenas tenham acesso ao amplo catálogo do Shazam, mas a chance de gerar resultados personalizáveis a partir de qualquer trecho de canção ou peça musical incluso nele. O ShazamKit ainda está em versão beta, mas deve ser lançado de forma oficial ainda neste ano.

O app propriamente dito também recebeu importantes atualizações recentes com o lançamento da versão web. Nela, o Shazam aparece completamente redesenhado, com novos recursos para tentativas perdidas e offline de reconhecer canções.

publicidade

Via MacRumors e Engadget