Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Recentemente, a Xiaomi apresentou ao mundo seu carregador de 200W capaz de ir do 0 ao 100% de carga em 8 minutos. O aparelho foi lançado junto do novo Mi 11, que chegou ao Brasil no último dia 8 de junho. Porém, com tanta potência assim, era de se estranhar que não gerasse nenhum risco ao smartphone ou sua bateria. E aí é que está a questão, ele gera danos sim.

A fabricante chinesa realizou uma sessão de perguntas e respostas sobre o novo carregador e apresentou suas informações em slides divulgados no perfil oficial na rede social Weibo. Segundo a empresa, o carregador de 200W da Xiaomi poderia reduzir a vida útil da bateria dos celulares em 20% ao final de 800 ciclos de carga. Apenas como referência, se um usuário faz uma recarga por dia, isso significa que esse possível desgaste levaria dois anos.

publicidade
O que isso significa?

Pode ser um pouco difícil enxergar como é esse impacto de forma concreta, e se isso inviabiliza comercialmente o carregador de 200W da Xiaomi. Para tentar deixar as coisas mais claras, basta tomar o Xiaomi Mi 11 Ultra como exemplo. O celular tem uma bateria de 5000 mAh e vem com o carregador. Após os 800 ciclos de recarga do Mi 11 Ultra, o desgaste significaria que o aparelho passaria a funcionar com uma bateria de 4000 mAh aproximadamente.

Esse tipo de perda da vida útil da bateria é normal e ocorre com qualquer carregador em menor escala. Um dos motivos para isso é o calor gerado no processo que altera a química das baterias. Além disso, ele deve ser considerado pelas fabricantes ao registrarem o produto em órgãos oficiais. As autoridades chinesas possuem um limite de perda de até 60% da vida útil da bateria para 400 ciclos para aprovar um celular no mercado. Isso faz com que o carregador de 200W da Xiaomi esteja muito acima dos padrões exigidos.

Via GSM Arena

Imagem: Simon Skafar/iStock

publicidade