Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Uma entrada vista no Chromium Gerrit, plataforma de gerenciamento de código-fonte do Google, indica que a empresa está desenvolvendo um gerenciador de senhas próprio para o Chrome. Segundo o Chrome Story, o administrador funcionaria de forma integrada com o Google Mobile Services (GMS), nome dado ao pacote de apps e serviços do Google encontrado na maioria dos smartphones Android.

Diz a entrada, que data do último dia 09/06: “Gerenciador unificado de senhas: usa os serviços do Google Mobile para armazenar e recuperar senhas. Aviso: altamente experimental. Pode levar à perda de senhas e afetar o desempenho”.

publicidade

Ao que parece, o gerenciador se tornaria o serviço principal do Google para autenticação de senhas, mas as informações sobre o seu uso ainda são escassas. O app também teria integração com o Chrome no tablet e no desktop ou seria um gerenciador dedicado exclusivamente ao Android?

Vale lembrar que o Google já opera um gerenciador de senhas, mas a autenticação de dois fatores não é própria do serviço, dependendo de um app externo como o Authy ou o Google Authenticator para completar a execução. O acesso ao gerenciador também não é dos melhores: embora o Chrome e o Android disponham um prompt de preenchimento automático toda vez que o usuário precise digitar uma senha, o ajuste nas configurações não costuma ser uma experiência muito edificante.

Mudanças na privacidade

Durante o I/O 2021, no mês passado, ficou bem claro que o Google tem concentrado seus esforços no aperfeiçoamento de soluções de privacidade para o Chrome. A companhia explicou, por exemplo, que está trabalhando em um recurso que mudará senhas que vazarem automaticamente.

O Google também anunciou recentemente que vai tornar a autenticação em dois fatores como obrigatória. Este recurso acrescenta uma camada extra de segurança quando o usuário faz o login em algum serviço digital, dificultando possíveis invasões por hackers.

publicidade

Via Phandroid

Imagem: Lukbar/iStock