Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

A Oppo está desenvolvendo seu próximo smartwatch, o Oppo Watch 2, com o processador mais recente da Qualcomm, o Snapdragon Wear 4100. A informação foi descoberta pelo leaker mlgmxyysd, que teve acesso ao firmware do novo aparelho, e veiculada no site XDA Developers.

As evidências do informante sobre o processador do Oppo Watch 2 se baseiam no arquivo de propriedade de compilação, que menciona o SoC como “msm8937_32go”, a mesma nomeação no firmware do TicWatch Pro 3. Até o momento, o relógio inteligente da Mobvoi é o único equipado com o Snapdragon Wear 4100, embora haja rumores sobre o desenvolvimento de um vestível da Motorola com o chipset.

publicidade

O Oppo Watch 2 também virá, segundo o informante, com uma interface baseada no sistema operacional Android 8.1 Oreo (provavelmente o Wear OS) e armazenamento interno de 16 GB — o dobro do antecessor. Outros detalhes incluem novos mostradores de relógio, a introdução de uma ferramenta de detecção de estresse e um app chamado “Oppo Relax”. Para ter acesso aos recursos, o informante carregou os aplicativos em um Oppo Watch de primeira geração.

Ainda segundo o vazamento, o Oppo Watch 2 terá o mesmo design quadrado do antecessor — o leaker se baseou em informações contidas nos arquivos de espaço reservado no firmware. Paralelo a isso, já há imagens circulando na China com o que seria um teaser do Oppo Watch 2 ao lado dos recém-lançados Oppo Enco Free2 e Oppo Reno 6.

Smartwatch funcionaria com processador associado

Durante o lançamento do Oppo Reno 6, nesta sexta-feira (27/05), a empresa chinesa afirmou que seu próximo vestível, sem especificar exatamente o modelo, virá com um processador chamado Apollo4s, desenvolvido em parceria com a americana Ambiq. A princípio, esse detalhe impugnaria a adoção do Snapdragon Wear 4100, mas segundo o informante trata-se de um complemento: os dois chips trabalhariam de forma conjunta para que o vestível rodasse um sistema operacional de tempo real (RTOS) de baixa carga junto ao Wear OS. Isso ajudaria na economia de energia quando o aparelho não estivesse desempenhando muitas tarefas.

De qualquer forma, ainda não sabemos se o smartwatch mencionado pela Oppo se trata do mesmo aparelho encontrado pelo leaker. Afinal, a versão chinesa do Oppo Watch possui processador e sistema operacional diferentes da versão internacional, o que não mudaria no Oppo Watch 2. As evidências mencionadas pelo informante, no entanto, parecem suficientemente razoáveis para aguardarmos novidades da empresa chinesa nas próximas semanas.

publicidade

Via Pocket Now