Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

A LG extinguiu sua produção de smartphones no início do mês passado e a perda de espaço nesse mercado foi um dos principais fatores que levaram a empresa a tomar essa atitude. Agora, além de não serem mais produzidos, um relatório da SellCell aponta que os celulares da marca são os que mais perderam valor de revenda, em comparação com telefones da Apple, da Samsung e do Google.

Foram analisados smartphones LG recentes, com a maioria deles lançada nos últimos dois anos. Os dados de revenda foram agrupados conforme a condição dos telefones usados: como novo, bom, ruim e defeituoso. Os carros-chefe da LG foram comparados com aparelhos de mesmo nível ​​da Apple e Samsung, já os telefones intermediários foram comparados com os smartphones Pixel do Google do ano passado. O site americano de comparação de preços de celulares e de outros produtos tecnológicos se baseou em dados coletados com seus parceiros de recompra.

publicidade
Último carro-chefe da LG teve depreciação de quase 70%

O LG V60 ThinQ, lançado em 2020 com o chip Snapdragon 865 da Qualcomm, é considerado o último carro-chefe da empresa coreana. O modelo de 128 GB, que teve um preço de lançamento de US$ 899 (um pouco mais de R$ 4.800, sem considerar diferenças de impostos ou taxas) é encontrado por US$ 279 sob a condição “como novo” (ou R$ 1.490 em nossa moeda, também desconsiderando diferenças de taxas e impostos). Ou seja, o celular da LG teve perda de 69% no valor de revenda.

tabela SellCell mostrando queda de preço de revenda de celulares LG

Reprodução/SellCell

Semelhante foi o desempenho do Velvet 5G, lançado em maio do ano passado com o Snapdragon 765G sob o capô. O valor atual do celular em condições “como novo” é, em nossa moeda (excluindo diferenças de impostos ou taxas), R$ 988, contra os R$ 2.211 que custava na época de lançamento.

LG Wing perdeu ainda mais de seu valor de revenda

Celular enrolável da LG tem lançamento adiado - Foto: LG Wing (Divulgação)

O LG Wing “como novo” (que ilustra nossa imagem de destaque com sua icônica tela que gira), e que traz o mesmo processador do Velvet 5G, vai custar R$ 1.522, no modelo de 128 GB. O celular diferentão da LG custava cerca de R$ 5.330 no lançamento (valores em reais sob as mesmas condições já citadas acima). Então, vemos uma queda de 71,5% em seu valor de revenda. Observando a depreciação dos aparelhos desse modelo sob a condição “defeituosa” (indiferente do uso que seria feito de um celular com defeito), a queda é ainda mais expressiva, alcançando 93,5%.

publicidade

Na tabela, é possível notar que os celulares lançados pela LG nos anos de 2017 e 2018, como o V30, o V35 ThinQ, o V40 ThinQ e o G7 ThinQ (todos com 64 GB), tiveram queda em seu valor de revenda acima de 90%, mesmo estando no grupo de condição “como novo”. Desses smartphones, o V30 usado nas melhores condições pode ser encontrado por US$ 61 (R$ 324), segundo o relatório da SellCell.

Google Pixel também perdeu valor, mas menos

As outras marcas, como falamos acima, se deram melhor em comparação com a LG. O Google Pixel 5 do ano passado, por exemplo, que roda sobre um Snapdragon 765G (o mesmo Qualcomm dos LG Velvet e o Wing que citamos) tem um preço de recompra de US$ 405 (ou R$ 2.152, mantendo o que temos colocado sobre impostos e taxas), o que significa que seu valor caiu cerca de 42% desde o lançamento. O celular do Google, configurado com 128 GB, foi lançado em setembro de 2020, custando por volta de US$ 699 (desconsiderando diferenças de impostos ou taxas, algo em torno de R$ 3.714).

tabela SellCell mostrando depreciação de celulares

Reprodução/SellCell

Samsung também foi melhor que LG

Celulares Samsung tiveram um valor de revenda bem afetado, porém, não tanto como os aparelhos LG. O Galaxy S21 Ultra de 128 GB em condição “como novo” vale atualmente cerca de 54% do que valia em seu lançamento, perdendo por volta de 46% do seu valor em apenas alguns meses. De acordo com o relatório da SellCell, o Samsung Galaxy S20 Ultra 5G 128 GB é o smartphone não LG com o pior desempenho em revendas, alcançando quase 61% de perdas com relação ao que custava quando lançado.

Apple segue liderando lista de aparelhos com maior valor de revenda

A Apple possui os celulares com os melhores resultados de revenda, conforme aponta o relatório. Para termos uma ideia quanto a isso, o último mais potente lançamento da Apple, o iPhone 12 Pro Max (128 GB, “como novo”), que saiu no final do ano passado, perdeu apenas 15% de seu valor. Com uma depreciação ainda menor, o iPhone 12 Pro com 128 GB, nessas melhores condições de usado, perdeu 14,7% do valor. Na tabela da SellCell acima, é possível encontrar um celular desses da Apple por US$ 852 sob a condição “como novo” (em nossa moeda, cerca de R$ 4.527, sem considerar as diferenças de impostos e taxas).

Via PhoneArena