Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Na última semana, em meio aos anúncio do Google I/O, a gigante das buscas fechou uma parceira com a Qualcomm para atualizações mais rápidas na rede neural de smartphones Android que usam chips Snapdragon.

Esse tipo de atualização é focada na capacidade de inteligência artificial do dispositivo. É com ela que tarefas como o Google Assistente e o Google Maps são executados. A tendência é que a parceria torne esses recursos mais rápidos e eficientes.

publicidade

“Hoje, temos notícias empolgantes para compartilhar, trabalhando em conjunto com o Google, estamos expandindo os drivers atualizáveis ​​no reino de IA para plataformas móveis Snapdragon. A partir do final deste ano, a Qualcomm Technologies e o Google começarão a oferecer atualizações regulares para NNAPI (rede neural)”, diz um trecho do anúncio da Qualcomm.

Atualizações rede neural Android

Além disso, essas atualizações de rede neural serão via Play Services, o que permite a Qualcomm lançar os novos recursos mesmo em modelos mais antigos e sem depender de uma atualização completa no sistema.

“Os drivers serão disponibilizados para dispositivos por meio do Google Play Services, serão atualizados automaticamente em segundo plano e os drivers NNAPI atualizáveis ​​não funcionarão apenas nos últimos e os melhores processadores Snapdragon, mas também serão compatíveis com os processadores Snapdragon mais antigos”, completa ainda o anúncio.

Além dos apps nativos do Google, a mudança deve beneficiar também desenvolvedores terceirizados. Segundo a Qualcomm, programas que utilizam sistemas de reconhecimento facial ou comando de voz vão ter um funcionamento mais aprimorado e vão gastar menos energia.

publicidade

Sobre o lançamento, ainda não há um prazo específico para essas melhorias serem adicionadas. A Qualcomm disse que, esse ano, os resultados já devem começar a serem vistos. Apesar disso, uma nota encontrada nos arquivos do Android indica que a mudança pode ser implementada apenas na versão 13 do sistema operacional.