Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

A consultoria Counterpoint Research divulgou, nesta sexta-feira (21/05), os dados mais recentes sobre o mercado de celulares global, e revelou que o iPhone 12, da Apple, está deixando todos os principais rivais para trás (e muito) em 2021. De acordo com o relatório, três dos quatro modelos da família (iPhone 12, iPhone 12 Pro Max e iPhone 12 Pro) compõem o top 5 em volume de vendas no primeiro trimestre do ano, mantendo a tendência do ano passado e contrariando as projeções do JP Morgan. A exceção ficou por conta do iPhone 12 Mini, que decepcionou e não apareceu nem entre os 10 mais vendidos do mercado.

O modelo de entrada da linha abocanhou uma fatia de 5% em vendas no período, seguido pelo iPhone 12 Pro Max, com 4%, e pelo iPhone 12 Pro, com 3%. Na quarta posição, outro flagship da Apple e da linha iPhone, mas do ano passado (iPhone 11) apareceu, deixando o Redmi 9A como último integrante do top 5.

publicidade

De acordo com os analistas da Couterpoint Research, a aparição de um modelo de 2020 entre os mais vendidos de 2021 tem explicação, pois “continua sendo uma escolha popular para usuários que procuram dispositivos Apple de baixo custo, e em mercados como a Índia, onde os serviços 5G ainda são difíceis de encontrar”.

Gráfico da Counterpoint mostra os 10 celulares mais vendidos do mercado, com iPhone 12 na ponta

Counterpoint Research

O Galaxy S21, flagship da Samsung, e considerado um dos principais rivais do iPhone 12, não aparece sequer entre os 10 primeiros da lista de mais vendidos entre janeiro e março de 2021 no levantamento da consultoria. O modelo da marca sul-coreana mais comercializado no período foi o Galaxy A12, com 1% do mercado.

iPhone 12 também domina receitas

Como já era de se esperar por conta do volume de vendas, os flagships da linha iPhone 12 também dominaram o mercado no primeiro trimestre de 2021 no quesito receitas. Os dados da Conterpoint apontaram que, juntos, o iPhone 12 Pro Max, o iPhone 12 e o iPhone 12 Pro foram responsáveis por 32% das receitas dos smartphones globais, com 12%, 11% e 9%, respectivamente. O iPhone 11, de 2020, manteve a quarta posição no ranking, com 3% das receitas gerais.

O top 5, no entanto, teve uma mudança. Saiu o modelo Redmi 9A, da Xiaomi, e entrou o flagship Galaxy S21, da Samsung, que ficou com 3% das receitas graças ao seu top de linha da gama, o Ultra. O S21 de entrada ficou com sétima posição em receitas, com 2% do montante, e a variante Plus somou mais 1% aos cofres da marca sul-coreana, com o nono lugar no top 10.

publicidade
Gráfico da Counterpoint mostra os 10 celulares de mais receita do mercado, com iPhone 12 na ponta

Counterpoint Research

A análise dos especialistas da Counterpoint sobre o panorama do mercado de celulares em termos de receitas apontou, além do óbvio domínio da Apple com o iPhone 12, uma tendência reforçada pela presença de três modelos da linha Galaxy S21 na lista: o crescimento dos smartphones 5G. “Com exceção do iPhone 11 (4º) e do iPhone SE 2020 (10º) , todos os modelos na lista eram compatíveis com 5G. Isso mostra que o 5G agora se tornou uma oferta padrão no segmento premium”, pontuou.

A consultoria revelou ainda que o segmento premiu contribuiu com 65% da receita global de smartphones no primeiro trimestre de 2021. De acordo com o relatório da Counterpoint Research, o iPhone 12 Pro Max foi o modelo mais vendido no mercado dos Estados Unidos entre janeiro e março deste ano. O S21 Ultra 5G também vendeu mais do que as variantes inferiores nos Estados Unidos e na Europa.

Via Counterpoint Research