Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

A empresa de Steve Jobs possui diversas fábricas espalhadas pelo mundo inteiro, responsáveis pela produção em massa de produtos em cada país, principalmente com o objetivo principal de evitar impostos e taxas de importação. A Índia (segundo maior mercado de smartphones do mundo), é um país que possui um grande número de fábricas da Apple e de fornecedores de suprimentos para iPhones já há alguns anos, agora, duas delas foram infectadas por Covid-19.

Neste mês, as fábricas de suprimentos de iPhone Wistron e Foxconn tiveram juntas 13 funcionários infectados. Somente no último sábado (08/05), a Foxconn revelou que 10 engenheiros foram atingidos pelo vírus. Segundo a unidade, depois de descobrir a infecção através de testes, os funcionários foram levados para um hospital local (em Chennai) para respeitarem a quarentena. De acordo com as informações do site Taiwan News, a fábrica da Foxconn foi desinfetada e segue com a sua rotina de trabalho, mas também disponibilizou novos itens para proteção dos funcionários para evitar mais contaminações.

publicidade

Já a fábrica da Wistron Corporation, localizada em Kolar, no estado de Karnataka (sudoeste da Índia) foi atingida pelo vírus há um tempo e teve que ser fechada completamente por cinco dias depois que três funcionários ficaram doentes. Com quase 22 milhões de casos confirmados, a China conta com mais de 246 mil mortes por Covid-19 registradas. A fatalidade da doença no país só perde para os Estados Unidos e para o Brasil. Vale dizer que a Apple vem pesquisando se Apple Watch detecta doenças respiratórias como  Covid-19 e gripe. Veja também que fábricas da Apple na Alemanha receberão um investimento alto de R$ 6,7 bi, segundo um CEO da empresa.

Via Phone Arena

Imagem: Zhang Kaiyv/Pexels/CC

publicidade