Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Quando se trata de saúde, o diagnóstico precoce pode fazer a diferença na evolução de doenças e, principalmente, na sua disseminação. A Apple, em parceria com a Universidade de Washington e o Seatle Flu Study, está pesquisando se o Apple Watch pode ser usado para detectar doenças respiratórias, como Covid-19 e gripe.

O estudo foi anunciado pela Apple em setembro do ano passado e o objetivo é checar se os dados do usuário coletados pelo Apple Watch e pelo iPhone são capazes de detectar sinais precoces dessas doenças respiratórias tão nocivas quanto a Covid-19.

publicidade

A empresa até está recrutando voluntários na região de Seattle que tenham mais 22 anos, que sejam portadores de doenças respiratórias ou façam parte do grupo de risco de Covid-19 e que sejam usuários de iPhone 6s (ou mais novo).

Os selecionados receberão o Apple Watch para usarem o tempo todo. O aparelho vai coletar dados sobre a saúde e atividades diárias e o voluntário também terá de responder perguntas cotidianas no app Apple Research sobre sintomas respiratórios e estilo de vida.

Caso o voluntário adoeça durante a pesquisa, a empresa vai enviar gratuitamente um kit para que teste Covid-19 e outras enfermidades, além de adotar medidas extras de saúde usando o Apple Watch.

A pesquisa sobre a capacidade do Apple Watch de detectar Covid-19 deve durar, pelo menos, seis meses. Outras pesquisas, independentes, já apontaram que o smartwatch consegue identificar sinais precoces de diabetes e de fibrilação atrial, um tipo comum de arritmia cardíaca.

publicidade
Apple Watch detectar Covid-19 não é nenhuma novidade

Vale lembrar que recentemente, um estudo conduzido por pesquisadores do Mount Sinai, nos Estados Unidos, mostrou que o Apple Watch pode detectar os sintomas de Covid-19 até uma semana antes do teste PCR, ou seja, descobrir se o paciente está doente, mesmo ele estando assintomático.

O resultado da pesquisa foi divulgado no periódico Journal of Medical Internet Research e concluiu que a combinação de dados coletados pelo wearable, como frequência cardíaca e sintomas relatados pelos voluntários (febre, tosse seca, dores pelo corpo e perda de olfato e paladar) são cruciais para o diagnóstico e início do isolamento do paciente, reduzindo a disseminação da Covid-19.

“Já sabíamos que os marcadores de variabilidade da frequência cardíaca mudam conforme a inflamação se desenvolve no corpo. E a Covid-19 é um evento incrivelmente inflamatório”, disse Rob Hirten, autor do estudo.

Via MacRumors

Imagem: Pixabay / Pexels / CC