Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Procuradores-gerais de 44 dos 50 estados americanos publicaram uma carta aberta, nesta segunda-feira (10), pedindo para que o CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, retroceda na criação do Instagram Kids. A ideia de uma rede social focada ao público infantil tem sido amplamente criticada por usuários, pais e órgãos especializados.

O documento publicado no jornal New York Times destaca efeitos como o cyberbullying, a exposição e a fragilidade dos pequenos como argumentos contrários ao Instagram Kids. Os procuradores também citam uma pesquisa que mostra o uso de mídias sociais, incluindo o Instagram, como a causa de diversos traumas relatados por adolescentes e crianças nos Estados Unidos, incluindo depressão, preocupações com a imagem corporal e até pensamentos suicidas.

publicidade

De acordo com os procuradores, a criação de um Instagram Kids não atende a nenhuma necessidade além das ambições comerciais do Facebook.

“Sem dúvida, esta é uma ideia perigosa que coloca em risco a segurança de nossos filhos e os coloca diretamente em perigo”, disse Letitia James, procuradora-geral de Nova York, em um comunicado. “Há muitas preocupações para deixar o Facebook seguir adiante com essa ideia mal concebida, e é por isso que pedimos à empresa que abandone o lançamento do Instagram Kids.”

Facebook rebate acusações

Em sua defesa, o Facebook declarou que o desenvolvimento de uma versão infantil do Instagram teria a segurança e privacidade dos usuários em mente. Ainda de acordo com a empresa, a versão do aplicativo não mostrará anúncios aos pequeninos.

Em nota, o porta-voz do Facebook, Andy Stone, declarou: “Queremos melhorar esta situação, proporcionando experiências que deem aos pais visibilidade e controle sobre o que seus filhos estão fazendo.”

publicidade

Atualmente o Facebook exige a idade mínima de 13 anos para a criação de contas no Instagram. Além da rede social, outras plataformas como o YouTube e o TikTok também possuem versões destinadas para as crianças.

Via 9toMac

Imagem: Bruce Mars/Unsplash