Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Excluído de forma definitiva e irreversível do Twitter desde o dia 8 de janeiro, Donald Trump sofreu um novo golpe da plataforma, que nesta sexta-feira (07/05) anunciou o banimento de várias contas que estariam tentando driblar o banimento do ex-presidente dos Estados Unidos. Trump contava com mais de 88 milhões de seguidores na rede social, e utilizava o Twitter como uma de suas principais formas de comunicação, especialmente durante a corrida eleitoral contra Joe Biden, seu sucessor na presidência.

Na última terça-feira, o ex-presidente adicionou uma nova página ao seu site oficial, chamada “From the Desk of Donald J. Trump” (Da mesa de Donald J. Trump). Nesta página, além de abrir espaço para contribuições dos apoiadores, Trump publica artigos, normalmente contestando o resultado das eleições presidenciais, que são compartilháveis em redes sociais.

publicidade

E foi justamente um destes conteúdos compartilhados que serviu como gatilho para o Twitter reforçar o banimento a Trump, excluindo contas como @DJTDesk, @DJTrumpDesk, @DeskofDJT e @ DeskOfTrump1. “Conforme declarado em nossa política de evasão de proibição, tomaremos medidas coercitivas em contas cuja aparente intenção seja substituir ou promover conteúdo afiliado a uma conta suspensa”, explicou um porta-voz da empresa.

“Nada a ver com isso”
Imagem mostra nova página do site oficial de Trump, From the Desk of Donald J. Trump, que também foi inclusa no banimento do Twitter

Reprodução/Site oficial Donald Trump

Os responsáveis pela administração do site oficial do presidente Donald Trump alegaram que não têm qualquer ligação com as contas afetadas pela extensão do banimento do Twitter. Independentemente disso, a empresa confirmou que a proibição será mantida, mesmo se Trump, futuramente, decidir concorrer a algum cargo público. Recentemente, o comitê do Facebook também decidiu manter a exclusão da conta de Trump da rede social.

Os responsáveis pelo Twitter esclareceram, no entanto, que conteúdos a respeito do ex-presidente dos Estados Unidos poderão ser compartilhados normalmente na rede social, “desde que não entrem em conflito com as regras de evasão de proibição”. No frigir dos ovos, isso significa dizer que qualquer conteúdo que tenha como pano de fundo a disseminação de fake news ou discursos de ódio continuará banido.

Via Gadgets 360

publicidade

Imagem: Gerd Altmann/Pixabay/CC