Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Uma patente de um headset de realidade aumentada da Apple mostra um produto que pode se adaptar comparando a luz interna do aparelho com a iluminação do ambiente externo para ajudar a visão a se acostumar tanto na hora de colocar quanto na hora de remover o objeto. Uma segunda função deve ainda ajudar a ajustar a câmera acoplada no suporte ao campo de visão do usuário.

O pedido de registro foi feito no Escritório de Patentes e Marcas dos EUA nesta terça-feira (4). A primeira parte se refere a um “dispositivo eletrônico com sistema de iluminação adaptável”. Isso basicamente serve para que o usuário não force a vista com a tela embutida na frente do aparelho. Considerado que um headset fica na frente dos olhos pode ser um recurso importante.

publicidade
patente apple

Imagem: o Escritório de Patentes e Marcas dos EUA

Headset Apple ainda não é oficial

A função também ajuda na hora de remover o headset da Apple. Se o usuário estiver com uma luz muito clara e estiver vendo uma cena escura na tela, a iluminação do objeto vai se adaptar rapidamente para tentar minimizar o tempo de adaptação dos olhos. Ainda não está claro como isso vai funcionar, mas a patente sugere um sistema usando LEDs na borda do aparelho que intensificam ou diminuem o brilho de acordo com a claridade do ambiente.

Dois sensores são usados para colocar isso em prática: o primeiro é de movimento e identifica quando o usuário coloca o headset na cabeça, o outro é um sensor de luz da Apple que verifica a claridade do ambiente. Uma outra parte da patente deve corrigir um problema que ocorre com jogos em realidade aumentada. Isso porque a câmera costuma ficar mais alta do que os olhos de muitos usuários, o que pode deixar determinadas coisas fora do campo de visão. O dispositivo deve vir com uma ferramenta para encontrar os olhos e a câmera.

Ainda existem poucos detalhes sobre o produto, mas a Bloomberg afirmou no começo de abril que o possível headset de realidade aumentada da Apple pode ser lançado em 2022. Segundo o veículo, falta pouco para oficializá-lo. Estaria aguardando apenas a chance de prover um evento presencial nos quais jornalistas e convidados não ficariam expostos em virtude da pandemia. Enquanto em junho já temos a WWDC agendada, é incerto que o headset de realidade virtual da Apple aparece por lá, já que o mesmo acontecerá de forma virtual. A foto de destaque é uma arte conceitual feita pelo italiano Antonio De Rosa com base nas patentes.

Via Apple Insider

publicidade