Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Ming-Chi Kuo, analista da TF International Securities, e especialista em produtos da Apple, informou que o novo headset de realidade virtual da Maçã, previsto para chegar ao mercado em meados de 2022, será recheado de novidades. A principal delas será a quantidade de câmeras do sistema, que misturará realidade aumentada e virtual: 15.

O especialista detalhou até como será realizado o trabalho de cada conjunto de câmeras. Segundo Kuo, oito delas serão utilizadas para experiências de realidade aumentada, seis para uma “biometria inovadora”, que não foi melhor explicada por ele e, a última, para detecção ambiental. O analista disse ainda que boa parte das câmeras será fornecida pela Largan, mas não especificou o número exato.

publicidade
Mais sobre o headset

O headset de realidade virtual da Apple, que misturará em um único wearable óculos e fones de ouvido de última geração, também contaria com dois monitores micro OLED 8K para visualização das imagens, além de sensores nas câmeras, para rastreamento de mãos e olhos dos usuários. Tudo em um headset que, de acordo com Kuo, seria um dos mais leves do mercado, pesando entre 100 e 200 gramas.

No relatório que o pessoal do site Mac Rumors teve acesso, o especialista da TF International Securities afirmou também que o wearable da Apple proporcionará aos usuários “uma experiência imersiva que é significativamente melhor do que os produtos de realidade virtual existentes”. Até por conta disso, Ming-Chi Kuo revelou que o preço do headset não será dos mais acessíveis, e deverá partir de US$ 1 mil (R$ 5.858 na conversão direta, sem impostos ou demais taxas).

Via BGR

Imagem: Pexels/Pixabay/CC

publicidade