Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Você certamente já ouviu falar do Rocket League, um jogo competitivo online PvP (Player versus Player) no qual usuários pilotam carros turbinados para jogar futebol e podem acabar se destruindo. Esse é justamente o apelo do game, carros em campo de futebol, misturando bolas, gols e muita pancadaria. A Epic Games adquiriu a empresa por trás do título e documentos com seus planos para o futuro do jogo foram vazados pelo site The Verge. A ideia da Epic Games é levar o Rocket League para o ambiente mobile, tanto no Android como no iOS.

É bom deixar claro que essa é uma versão mobile do jogo real, e não uma adaptação como o jogo Rocket League Sideswipe, que inclusive já foi lançado. Assim, estamos falando de uma versão completa do Rocket League tradicional. Por nova versão completa, o documento descreve que se trata de um novo cliente de jogo com possibilidade de cross-play entre todos os ambientes em que o jogo estiver disponível. Isso significa que as partidas podem integrar usuários dos consoles, PCs e dos celulares.

publicidade

Por fim, o documento revela que a Epic Games pretende lançar uma versão beta teste dessa experiência completa de Rocket League para o mobile já no segundo semestre de 2021. Contudo, é provável que os usuários do Android recebam o app primeiro, já que o entrave judicial entre a Epic e a Apple pode atrasar as coisas para a versão iOS do jogo.

Documentos foram divulgados no caso Epic x Apple

Os documentos puderam ser acessados devido ao processo judicial entre a empresa e atual dona do jogo e a Apple, que está sendo travado por problemas com a monetização ‘por fora’ da App Store. Isso porque a Epic Games andou tentando burlar o mecanismo de pagamentos da Apple para o seu jogo Fortnite. Usuários poderiam realizar pagamentos para a Epic sem utilizar o ambiente da App Store, que possui taxas para as desenvolvedoras.

Com isso, a Epic quebrou cláusulas contratuais com a empresa de Cupertino. Enquanto isso, Tim Sweeney (CEO da Epic Games) alega que a empresa de Steve Jobs possui práticas anticompetitivas. Até o momento, ainda não houve um veredito, mas especialistas acreditam que há maiores chances de vitória para a Apple.

Via 9 to 5 Google

publicidade