Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Que tal perder uma bolsa, chaveiro, mala ou outro item importante e junto dele uma AirTag avaliada em até R$ 2,4 mil? Isso se tornou possível graças a uma série de acessórios de luxo da Hermès para o novo rastreador da Maçã. A grife sempre trabalhou em acessórios e até modelos exclusivos do Apple Watch para a empresa de Cupertino, e claro, não ficaria de fora de mais um lançamento de hardware.

A empresa de moda lançou três laços e chaveiros para o recém-lançado rastreador de Tim Cook. O primeiro deles é ideal para chaveiros, e custa US$ 349 (R$ 1.868 em conversão direta hoje, 29/04). O mais “acessível” — um laço para bolsas — sai a US$ 299 (R$ 1.601). Já o suporte para malas custa US$ 449 (R$ 2.404). Os preços incluem as AirTags, que no Brasil custam R$ 369 (uma) e R$ 1.249 (pacote com quatro).Captura de tela com os três acessórios de luxo da Hermès para as AirTags

publicidade

 

A construção do acessório, apesar da Hermès descrevê-los como “produtos em pele dos tradicionais cordeiros Fawn Barenia”, é couro animal. Uma associação da Apple a um projeto que confronta um pouco seus ideais verdes de zerar emissão de carbono até 2030, o que incluiu a radical medida de retirar carregadores e fones de ouvido da caixa dos iPhones.

Com o novo iPad Pro chegando ao Brasil a preços de até R$ 30 mil, certamente seria interessante (ou ainda, divertido) acompanhar a precificação nacional dos acessórios de luxo da Hermès para AirTags por aqui. Para o bem ou para o mal, a Maçã não os está anunciando na sua página brasileira. Porém, laços e chaveiros fabricados pela própria Apple estão disponíveis por preços que começam em R$ 379 e vão até R$ 499.

AirTags prometem bateria para um ano

Utilizados através do app Buscar, as AirTags da empresa de Cupertino — seja com acessórios de luxo da Hermès ou não — prometem bateria para até um ano. Elas não são recarregáveis como as SmartTags da Samsung. Possuem resistência à água e podem receber pequenas personalizações entalhadas, como emojis e números, para além dessas roupagens caras que dão mais cor ao produto. Testes, porém, revelam que o produto arranha fácil.

publicidade

Infelizmente elas são compatíveis apenas com dispositivos iOS: o funcionamento básico é que os iPhones e iPads podem receber pequenas informações de geolocalização das AirTags, de forma anônima, e então podem trocar esses dados com outros dispositivos ao redor até que o dono do rastreador receba as informações, e enfim possa descobrir onde deixou ou perdeu algum objeto.

Via Phone Arena