Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

A Apple está se preparando para cortar entre 25% a 30% da produção dos AirPods após uma queda nas vendas dos fones TWS. Inicialmente, a gigante de Cupertino esperava fabricar cerca de 110 milhões de unidades do produto em 2021, no entanto, isso deve ser revisto para algo na faixa de 75 a 85 milhões.

Segundo o site Nikkei Asia, a empresa coloca o aumento da concorrência no setor e o lançamento de novos modelos como responsáveis por isso. Enquanto o os Galaxy Buds Pro foram lançados em março desse ano, a última versão dos fones TWS da Apple saiu em 2019. Enquanto isso, os AirPods 3 são esperados para o terceiro semestre desse ano. A publicação não especifica se o corte na produção da Apple afeta os AirPods, os AirPods Pro ou os AirPods Max (que possui um preço e categoria bem diferente dos demais). “Os níveis de estoque [em depósitos] e em produção de AirPods da Apple estão altos atualmente… e a demanda não é tão forte quanto o esperado”, disse uma fonte não ao Nikkei Asia. “A redução de pedidos mais significativa ocorre no segundo trimestre, no início do terceiro”, completou.

publicidade

Não é a primeira vez que isso acontece, em 2020, as vendas dos AirPods também ficaram abaixo do esperado, o que também pode ter contribuído para o estoque extra. Rumores também indicavam o lançamento dos novos AirPods para o primeiro trimestre deste ano, o que acabou não ocorrendo. O analista Ming-Chi Kuo já havia falado sobre a comercializações dos acessórios da Maçã, que em 2020 beirou 90 milhões de unidades, cairia para 78 milhões até dezembro deste ano. Para tentar minimizar a queda, Kuo cogitou a possibilidade de a Apple manter a segunda geração dos AirPods disponível no mercado, mesmo quando os AirPods 3 tiverem o lançamento oficial e colocados à venda. A ideia é também dar suporte à recém-lançada versão dos AirPods Max.

Via Apple Insider

Imagem: JessBaileyDesign/Pixabay/CC

publicidade