Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Em meio aos entraves envolvendo a Epic Games e a Apple, uma questão que está sendo levantada é a respeito de não existir uma versão do iMessage disponível para Android. O fator de exclusividade de uma ferramenta de mensagens tão expressiva da Apple só para o iOS, é justamente o ponto, principalmente por causa do território norte-americano.

Registros levantados pela Epic na disputa em andamento contra a Apple mostram que a empresa de Cupertino agiu de caso pensado ao não estender seu app de mensagens para o sistema operacional do Google. De acordo com emails e trechos de depoimentos de executivos da Apple que a dona do Fortnite apresentou, o entendimento era que levar o iMessage para o Android seria mais prejudicial do que positivo para os interesses da empresa.

publicidade
Desde 2013, o iMessage poderia estar no Android

Ao que tudo indica, desde 2013, a dona do iOS poderia ter criado uma forma do seu app de mensagens chegar a outros sistemas operacionais, como o Android. O conteúdo apresentado pela Epic traz declarações nesse sentido feitas por Eddie Cue, vice-presidente sênior de Software e Serviços de Internet da Apple, dois anos após o lançamento do serviço de mensagens, ocorrido em 2011.

Já em 2016, segundo os documentos apresentados, um email continha afirmações de um ex-funcionário da Apple sobre o foco da empresa para serviços. A linha foi a mesma. Phil Schiller, vice-presidente de marketing da Apple hoje, e que na época já liderava a App Store, aparentemente, falou com todas as letras “mover o iMessage para o Android vai nos prejudicar mais do que nos ajudar”.

Outro depoimento contido nos documentos trata de afirmações de Craig Federighi, vice-presidente sênior de Engenharia de Software da Apple e executivo responsável pelo iOS. Federighi temia que “o iMessage no Android servisse simplesmente para remover um obstáculo para as famílias do iPhone darem aos seus filhos telefones Android”.

A Epic também cita uma série de outros serviços da Apple que poderiam estar contribuindo para o aprisionamento dos usuários no universo do sistema operacional da Maçã. Entre eles, o serviço de bate-papo por vídeo FaceTime, lançado para iPhones, iPads e Macs, mas não está oficialmente disponível para outros dispositivos fora do iOS.

publicidade

Recentemente, a Apple afirmou que a App Store não é um monopólio, contrariando a narrativa que vem sido construída pela Epic Games. Tudo indica que a disputa pode se prolongar um pouco mais, assim não temos nenhuma previsão de qual será o seu desfecho.

Via MacRumors e The Verge

Imagem: hocus-focus (iStock)