Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

A Oppo não para de movimentar o mercado e, nesta quarta-feira (07/04), poucos dias depois de oficializar os novos A74 4G e A74 5G, e de cogitar um design sem portas e botões, viu o intermediário A95 5G ser certificado junto aos órgãos 3C e TENAA, ambos da China e com funções similares às exercidas pela Anatel aqui no Brasil. A certificação junto às agências reguladoras é um indicativo de que um novo smartphone da marca está em vias de ser lançado.

Registrado na China Telecon com o código PELM00, o Oppo A95 5G está previsto para ser oficialmente anunciado ainda no mês de abril. As configurações esperadas para o intermediário têm algumas semelhanças com o Oppo F19 Pro 5G, lançado no mercado da Índia há aproximadamente quatro semanas. A começar pela tela, que será AMOLED, de 6,43 polegadas, FHD+, com resolução de 1080 x 2400 pixels e uma câmera de selfie de 16 megapixels, alocada no canto superior esquerdo.

publicidade
Mais especificações

Por falar em câmeras, a parte traseira terá outras três, com a lente principal oferecendo 48 megapixels de resolução, acompanhada por uma ultrawide de 8 megapixels e um terceiro sensor, de 2 megapixels. A bateria certificada para o Oppo A95 5G será de 4310 mAh, com suporte para carregamento rápido de 30W.

O processador também deve ser o mesmo do Oppo F19 Pro 5G, ou seja, o Dimensity 800U, com 2,4 GHz de velocidade de clock, da MediaTek. Ele viria acompanhado de 8 GB de RAM e com duas opções de armazenamento interno – 128/256 GB, além de rodar o sistema operacional Android 11 sob a interface ColorOS 11.1 UI.

Outros detalhes especulados, mas ainda não confirmados pela Oppo para seu novo intermediário, incluem suporte a Dual SIM, Wi-Fi 802.11 b / g / n / ac, Bluetooth 5.1, GPS, NFC, porta USB-C e um conector de áudio de 3,5 mm. As cores especuladas são preta e um degrade misturando azul claro e violeta, enquanto o preço deve partir de 2.399 yuan, equivalente a R$ 2.051, sem taxas ou impostos de importação.

Via My Smart Price e Gizmo China

publicidade