Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Não é novidade que Google e Apple coletam informações e dados dos usuários através dos sistemas operacionais, mas existe uma grande diferença na quantidade deles. Em uma pesquisa recente, foi constatado que o Android (do Google) coleta 20 vezes mais dados do que o sistema operacional do iPhone (iOS). Ambos os sistemas operacionais enviam dados para as empresas quando um usuário insere um cartão SIM, além de outras coisas simples como navegar pelos servidores.

Nessa pesquisa, Douglas Leith mostra que os dois sistemas coletam dados a todo momento, seja quando o usuário está ativo ou quando está inativo. O pesquisador ainda diz que quando iniciado, os aparelhos do Android enviam cerca de 1 MB de dados coletados do usuário para o Google, já os dispositivos com o sistema da Apple, enviam 42 KB. De forma inativa, o Android envia os mesmos 1 MB de dados a cada 12 horas, enquanto o iOS envia 52 KB no mesmo tempo.

publicidade
A defesa do Google

A empresa afirma que a coleta de dados é uma função necessária e fundamental para qualquer aparelho com acesso à internet. Além disso, em um comunicado para a Ars Technica, o Google (através de um porta-voz) contestou a pesquisa recém-publicada, dizendo que a mesma se baseia em métodos equivocados de medir essa coleta dados:

“Identificamos falhas na metodologia do pesquisador para medir o volume de dados e discordamos das afirmações do jornal de que um dispositivo Android compartilha 20 vezes mais dados do que um iPhone. De acordo com nossa pesquisa, essas descobertas estão erradas por uma ordem de magnitude, e compartilhamos nossas preocupações metodológicas com o pesquisador antes da publicação.”

O porta-voz do Google ainda compara a coleta de dados de veículos das fabricantes com a coleta dos dispositivos com acesso à internet: “Esta pesquisa descreve amplamente como os smartphones funcionam. Os carros modernos enviam regularmente dados básicos sobre os componentes do veículo, seu status de segurança e horários de serviço para os fabricantes de automóveis, e os telefones celulares funcionam de maneiras muito semelhantes. Este relatório detalha essas comunicações, o que ajuda a garantir que o software iOS ou Android esteja atualizado, os serviços funcionem conforme o esperado e que o telefone esteja seguro e funcionando com eficiência.”

A Apple também se pronuncia

Um porta-voz da Apple também discordou sobre o estudo e se pronunciou, afirmando que a empresa é transparente em relação aos controles de dados pessoais de usuários coletados. Ele ainda diz que a Apple fornece aos usuários proteções de suas privacidades, como, por exemplo, impedir que sua localização seja rastreada pela empresa.

publicidade

Via MacRumors

Imagem: Karolina Grabowska (Pixabay)