Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

O gerente de produto responsável pelo departamento de notebooks da Lenovo, Lin Lin, revelou, nesta segunda-feira (22/03), por meio do Weibo, que a empresa está em vias de mandar ao mercado seu primeiro tablet Android. A julgar pelas configurações iniciadas vazadas pelo executivo, ele chegará em condições de brigar por uma boa fatia no segmento.

Uma captura de tela mostrada no post indicou que o futuro tablet Android da Lenovo será movido pelo recém-lançado processador Qualcomm Snapdragon 870, que apareceu primeiro no Poco F3. Ele terá a companhia de 8 GB de RAM e 128 GB de armazenamento interno, além de rodar o sistema operacional Android 11, com a interface ZUI 12.5.

publicidade

 

Os testes do novo tablet da Lenovo na plataforma Geekbench registraram um desempenho bem satisfatório, com o dispositivo, identificado pelo código YT-K606F, somando 975 pontos no single-core e 3.177 pontos no multi-score. Os testes foram realizados no dia 9 de fevereiro deste ano, mas divulgados somente nesta semana. A lista do Geekbench, por sua vez, não crava que o processador seja o Snapdragon 870. Identificado com o nome “Kona”, ele poderia, pelos resultados, ser representado por um aparelho com o 865 ou com o 865+ também.

Qual o nome do tablet?

Em uma outra plataforma de testes, o Google Play Console, o mesmo tablet foi identificado como Lenovo Yoga Tab 13 ROW (Rest of the World, ou Resto do Mundo). A lista do Google Play Console, no entanto, indicou o uso de um processador menos potente no tablet Android da Lenovo, que possivelmente será disponibilizado para os mercados fora da Ásia (por isso a sigla Resto do Mundo).

Para esses mercados, a escolha da Lenovo para equipar o tablet Android teria recaído sobre outro modelo Qualcomm, registrado sob o código SDM855. Isso indica que poderia se tratar do Snapdragon 855, do 855+ ou de um suposto Snapdragon 860. Há também uma possibilidade, levantada pelo pessoal do XDA Developers, de que o processador, na verdade, seria o mesmo para todas as versões, e o código postado no Google Play Console teria sido errado (pouco provável, mas pode acontecer, né?).

publicidade

Imagem: Pexels/Pixabay/CC