Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

O Clubhouse surgiu repentinamente e conquistou uma legião de usuários no iPhone e iPad, mas não no Android. Redes sociais correram para tirar proveito rapidamente do principal recurso da nova rival: salas de áudio. Facebook já trabalha nas suas alternativas, Discord também (vale lembrar que ele sempre teve salas de áudio), e o Twitter já tem a sua versão no ar, com o Spaces.

Dois problemas atingem o Clubhouse atualmente: sua ausência no Android e o sistema de convites para novos usuários. As decisões iniciais envolvendo a criação da plataforma foram em direção oposta ao que uma rede social precisa para se popularizar, mas o CEO Paul Davison já havia prometido que trabalhava para corrigir ao menos o primeiro problema citado. Mas bem, pode ser que uma versão para o SO do Google ainda demore um pouco.

publicidade

Isso porque em um evento ele acabou revelando que o Clubhouse para Android poderá levar em média dois meses para ter sua primeira versão publicada, o que colocaria o seu lançamento ali por junho. Vale destacar que esse pedido do público já é relativamente antigo, já que desde o começo do ano, quando a popularidade do app disparou, usuários fora do iOS cobram uma solução.

Fim dos convites?

Outra novidade que o CEO do Clubhouse acabou revelando é que a empresa também trabalha para acabar com o sistema de convites. Segundo ele, o Clubhouse tem potencial para trazer mais criadores de conteúdo que estão em outras plataformas. Os convites, porém, acabam atrapalhando a migração massiva desses usuários para lá. Imagine que não dificilmente um influenciador pode ter mais de um milhão de seguidores em suas outras redes.

Sendo assim, as principais novidades do app poderão ficar para o final desse semestre, ou até mesmo para o começo do próximo. Enquanto isso não faltam apps copiando seus recursos para cativar desde já os órfãos do Clubhouse no Android. Se demorar muito, pode ser que o público-alvo já esteja tão familiarizado com essas alternativas que acabe deixando o produto pioneiro de lado.

Via TechCrunch

publicidade

Imagem: Andrea Piacquadio (Pexels)