Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

A versão original do Google Nest Hub, que estava em linha desde 2018, saiu de cena hoje e foi substituída neste mesmo dia por uma segunda geração hoje (16/03). Com atualizações de software, alto-falantes e processador, o dispositivo traz um recurso para monitoramento do sono do usuário, como era esperado, graças ao sensor Soli.

Este Nest Hub de 2a geração apresenta poucas alterações na aparência em relação ao seu modelo antecessor. Além da remoção de uma pequena saliência nas bordas, uma nova cor névoa é somada às cores giz, carvão e areia disponíveis para os compradores.

publicidade

A nova tela inteligente do Google emite 50% mais graves e vem com um chip de aprendizado de máquina dedicado, que permite mais processamento no dispositivo e respostas mais rápidas. Outro detalhe é a composição das peças, em 54% feita por plástico reciclado.

Como funciona o sensor Soli no Nest Hub de 2a geração

Uma das novidades mais importantes do Nest Hub em sua segunda geração é o sensor Soli, responsável pelo monitoramento do sono. Introduzido inicialmente no Google Pixel 4 para o controle das músicas pelos gestos da mão do usuário, ele é o pilar do recurso Sleep Sensing. Baseado em radar, ele faz a varredura dos movimentos da pessoa enquanto ela dorme.

publicidade

Após analisar todos os dados do sono da pessoa coletados pela varredura, a nova tela inteligente do Google consegue identificar os momentos em que houve ronco ou tosse no período. Também é analisado por quanto tempo a pessoa dormiu profundamente, ou o quanto houve de inquietação durante o sono, e a quantidade de luz emitida no ambiente. Um novo sensor termostato nesta segunda geração do Nest Hub permite avaliar a temperatura do local, informando quaisquer alterações.

Google Nest Hub 2a geração

O Nest Hub não possui câmeras, o que é um detalhe importante para a questão da privacidade. Principalmente levando em consideração o recurso de monitoramento do sono. O aparelho solicita autorização do usuário para poder realizar o rastreamento e precisa estar apontado para o corpo da pessoa enquanto ela dorme, além disso, essa função é projetada para monitorar um só indivíduo. O recurso Sleep Sensing não vem habilitado por padrão no dispositivo e o site do Google informa que o recurso está gratuito até o próximo ano.

Para acompanhar os dados coletados e verificar como está a qualidade do sono, o usuário pode conectar a nova tela inteligente do Google ao app Google Fit do celular. Também é possível acessar os dados e informações diretamente do próprio dispositivo. Há resumos semanais para mostrar como foram os períodos de sono durante toda a semana. A segunda geração do Nest hub deverá chegar às lojas no dia 30 de março. Sua pré-venda está em US$ 100 no Google Store, que são R$ 561 em valores convertidos, sem adição de taxas ou impostos.

Via The Next Web e Phandroid