Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Em 2019, o rapper Snoop Dogg juntou forças com a Klarna, uma startup sueca de pagamentos. Dois anos depois, o investimento mostra que foi um acerto do multifacetado artista e de sua empresa de capital de risco chamada Casa Verde Capital. A Klarna levantou US$ 1 bilhão em uma rodada de capitalização na semana passada e se tornou a fintech mais valiosa da Europa, com US$ 31 bilhões.

O sucesso da startup sueca vem de sua proposta diferenciada de viabilização de compras com pagamento parcelado, que chamou a atenção não só do rapper americano, como também de outros investidores importantes, como o empresário chinês Jack Ma. A Ant Financial, do fundador do Alibaba, adquiriu uma participação na Klarna em 2020.

publicidade
Compre Agora Pague Depois

Tendo o mercado da moda como chave de seu crescimento, a empresa também trabalha em várias outras categorias de varejo. Ela oferece aos seus usuários a opção de pagar mais tarde (Buy Now Pay Later – BNPL), uma alternativa aos cartões de crédito. Quando o consumidor é aprovado em uma pesquisa de referência de crédito, são oferecidas três opções de pagamento para ele. A compra pode ser paga em três parcelas iguais em 60 dias, integralmente 30 dias após a entrega ou é oferecido um plano financeiro de seis a 36 meses de parcelamento.

A empresa varejista que fez a venda recebe o pagamento integral imediatamente da Klarna, que trata dos reembolsos do cliente. As taxas de juros e atrasos no pagamento são aplicados apenas aos planos financeiros. A maior parte da receita da Klarna vem das taxas pagas pelos varejistas, que variam de acordo com o produto e o tamanho da empresa.

A fintech começou suas operações em 2005, na Suécia, inspirada nas compras feitas por catálogo e levando o conceito para o meio digital. Logo em seguida, foi se expandindo pela Europa. Por volta de 2014, valendo pouco mais de US$ 2 bilhões, chegou no Reino Unido e, um ano depois, chegou nos Estados Unidos. Hoje, cerca de 200 mil varejistas têm parceria com a Klarna e são mais de 90 milhões de compradores usando os serviços da empresa.

Produtos BNPL explodiram em popularidade durante a pandemia do coronavírus, quando as pessoas passaram a fazer mais compras online, por causa de necessidade de isolamento social, por exemplo. Apenas nos três primeiros trimestres de 2020, houve um aumento de 21 milhões de compradores usuários dos serviços da Klarna, tanto no app (iOS ou Android), no cartão ou nos serviços bancários.

publicidade

Como falamos no início, um ano antes da pandemia, Snoop Dogg estrelava com a empresa de pagamentos Klarna a campanha Smoooth Dogg, com referência ao nome do rapper e à palavra “suave” (tradução de smooth), usada como slogan da empresa. Nem o músico nem a fintech imaginariam esta realidade de Covid-19 alavancando, aparentemente, boa parte do sucesso dos produtos BNPL em 2020.

Apesar disso, o rápido crescimento desse conceito de compras é alvo de críticas, onde grupos de consumidores apontam para uma espécie de armadilha de geração de dívidas naqueles que não possuem orientação econômica suficiente. Em resposta, a Klarna prometeu investir mais de 50% de seu orçamento este ano no apoio ao bem-estar financeiro e à conscientização pelo consumo responsável, além de ajudar na elaboração de diretrizes para regulamentar o BNPL.

Via Business Insider e Drapers