Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

A Apple vai abandonar a versão tradicional do HomePod, o seu assistente inteligente para casas par focar na versão menor do dispositivo. A decisão foi confirmada ao TechCrunch no último fim de semana. Em nota, a Apple declarou: “estamos descontinuando o HomePod original, ele continuará disponível enquanto durarem os suprimentos da loja online da Apple, nas lojas de varejo e nos revendedores autorizados”.

O HomePod continuará à venda enquanto durarem os estoques. A empresa também acrescentou que continuará fornecendo atualizações no software do dispositivo, bem como o serviço de suporte e assistência Apple Care.

publicidade
Foco no Apple HomePod Mini

De acordo com o TechCrunch, a decisão tomada tem a ver com a alta adesão dos HomePods minis, que viraram os favoritos do grande público da empresa. A Apple lançou o HomePod com suporte a Siri no início de 2018 e, apesar dos elogios recebidos pela imprensa especializada, o preço de US$ 350 (R$ 2.000) acabou sendo muito superior a outros concorrentes que, na prática, fazem a mesma coisa, como os Amazon Echo Dots e o Google Home.

A resposta para da Apple chegou apenas no ano passado como os HomePods Mini, que embora sejam mais baratos (US$ 99), perdem em qualidade de som, com muitos usuários reclamando do fato do áudio ser muito mais “abafado” que a versão original. Tanto os HomePods tradicionais, quanto o HomePod mini ainda não são vendidos oficialmente no Brasil. No entanto, usuários podem encontrar a versão mais nova em importadoras e marketplaces na faixa dos R$ 1.299.

Via Digital Trends
Foto: Howard Bouchevereau/Unsplash

publicidade