Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Em novembro de 2020, um novo Google Pay foi anunciado, apresentando visual e funcionalidades diferentes, porém, apenas para dispositivos Android e iOS dos Estados Unidos. Essa versão mais nova do app trouxe funções como histórico de transações organizado pelas movimentações realizadas com mais frequência e divisão de pagamentos de contas com outras pessoas, a partir de um grupo criado para isso no aplicativo.

No começo deste mês de março, o novo Google Pay deixou de ser uma app em versão “beta” na Play Store, ou seja, está efetivado para os sistemas operacionais do Google e da Apple (no iPhone). Entretanto, ainda somente para os Estados Unidos, além de Cingapura e Índia.

publicidade
Facilidade de gerenciamento e organização

Entre as novidades que chegam de forma oficial no novo Google Pay, na pesquisa de transações, em vez de ser mostrada no app uma longa lista, o usuário verá as operações focadas em contatos e lugares selecionados e movimentações realizadas com mais frequência. Essa questão está relacionada com o que o Google afirma ser uma facilidade de gerenciamento para a pessoa se organizar melhor financeiramente.

Nesse sentido, a nova versão também permitirá que o usuário faça pesquisas mais avançadas, por exemplo, digitando termos como “mês passado”, “comida” ou o nome de uma loja específica. A ferramenta mostrará as transações relacionadas àquilo que foi digitado pelo usuário. Além disso, conectando a conta bancária ou o cartão ao Google Pay, a pessoa terá acesso a resumos periódicos de gastos e às tendências e percepções ao longo do tempo.

Economia e formas de pagamento diferenciadas

O novo Google Pay traz a possibilidade dos usuários ficarem conectados com suas empresas preferidas, acompanhando transações recentes realizadas nos locais e compras anteriores. É possível também acompanhar ofertas e cupons promocionais, realizar pedidos online e ter acesso aos cartões de fidelidade que possam existir, desde que as empresas também estejam cadastradas. Segundo o site do Google, há mais de 130 mil empresas, entre restaurantes, lojas e postos de gasolina, em mais de 400 cidades no app.

Quanto à oferta de formas diferenciadas de uso, a nova versão permite que o usuário receba ou faça envio de dinheiro instantaneamente, a outra pessoa ou em grupos privados. É possível encontrar os contatos e montar grupos específicos para realizar as transações, como, por exemplo, entre pessoas para dividirem um aluguel ou uma conta de restaurante.

publicidade
Quanto à segurança

Se é percebido pelo novo app uma movimentação estranha, o Google Pay avisa o usuário, a partir de uma configuração de segurança. Os controles de privacidade podem ser personalizados e, no campo de privacidade, o site informa que o Google não venderá e nem fará o compartilhamento dos históricos de transações para segmento de anúncios.

O Google informou que não há previsão para o novo Google Pay no Brasil. Possivelmente, entre as ações necessárias para isso deve haver a criação de um acervo de bancos, lojas e demais empresas brasileiras ou que atuem no país dando um mínimo de envergadura para o potencial do app renovado por aqui.

Por ora, é possível encontrar as formas de pagamento compatíveis e como adicionar o cartão à versão atual do app no Brasil aqui, fazer pagamentos em lojas ou em apps e ver histórico de transações ainda no formato tradicional. O Google vem observando de perto uma forma de ser inserido cada vez mais no universo de transações financeiras. Em novembro do ano passado, publicamos um movimento da empresa para integrar a conta Google Plex, baseada em contas correntes e de poupança, ao Google Pay.

Uma taxa de transferências de brinde

Nem tudo são melhorias no novo Google Pay. Muitos usuários estão bem chateados com uma novidade nada agradável. É que o novo Google Pay trouxe uma surpresa, uma taxa por transferências de dinheiro, que antes não existia na plataforma. Curiosamente, essa taxa é cobrada nos Estados Unidos, mas não na Índia.

Via 9to5Google