Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Um novo rumor sugere que a Qualcomm está planejando uma nova versão mais barata do Snapdragon 888, limitada à redes 4G. Essa versão do SoC flagship da empresa deve atender mercados que buscam alto desempenho, mas ainda não possuem tecnologia 5G (como o Brasil).

O responsável pelo rumor é o leaker Roland Quandt. O novo vazamento foi postado poucas horas após o vazamento do novo Snapdragon 775, uma versão intermediária que contará com o 5G, e é fabricada no processo de 5nm, (como o Snapdragon 888 e o possível 888 Lite). Na publicação ele comenta que o chip deve ser chamado de SM8325 e crava a ausência do modem 5G integrado.

Snapdragon 888 Lite, um flagship (um pouco) mais acessível

De acordo com o informante, o objetivo da Qualcomm com o Snapdragon 888 Lite é atender todas as categorias possíveis de smartphones, desde flagships até os de entrada. Com ele, a empresa poderá oferecer uma nova opção no segmento dos mais caros.

publicidade

A se confirmar, a estratégia adotada pela Qualcomm pode ser comparada com o que vemos no mundo dos processadores para desktops, em que há derivações dos mesmos modelos para atender o público gamer, versões para laptops, versões com foco em economia de energia, etc. Assim, o novo chipset ficaria entre o Snapdragon 888 e o 870 e não há informações se ele pode substituir modelos mais antigos.

Resta saber se a Qualcomm desenvolveu algum modem 4G específico para o Snapdragon 888 Lite, uma vez que a versão lançada em 2020 conta com o modem X60 5G, cujo foco é justamente o da expansão da tecnologia com um desempenho aprimorado em conexões e games.

Parceria da Qualcomm e Google busca dar maior unidade ao Android

Nos últimos meses, a Qualcomm e o Google trabalham em conjunto para desenvolver soluções que aproximem cada vez mais a linguagem dos chipsets da empresa, de modo que as próximas versões de Android possam ser implementadas em uma base maior de modelos, além de aumentar a vida útil dos sistemas (algo parecido com o que é feito nos iPhones da rival Apple).

Via Android Central