Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Nos últimos meses a índia está ganhando destaque nos noticiários com suas restrições a redes sociais e bloqueios a empresas chinesas. Agora, o Ministro da Informação e Transmissão, Prakash Javadekar, fez críticas pesadas ao PUBG Mobile, afirmando que o game publicado pela Tencent é “explícito, violento e viciante”.

A declaração foi dada durante a apresentação de um plano do governo de criar um centro de excelência em jogos e outras áreas relacionadas. O político ainda afirmou que a índia deveria desenvolver seus próprios games. “Fico feliz em anunciar que o Ministério da Informação e Transmissão, em colaboração com o IIT Bombay, decidiu formar um Centro de Excelência em jogos. Estamos em um estágio avançado de preparação e isso entrará em vigor quando a nova sessão começar em 2021”, explicou Javadekar.

publicidade

O ministro ressaltou que esse centro deve focar em games que transmitam os valores e a cultura indiana para as crianças e que jogos com aspectos violentos não devem fazer parte da divisão. Fora isso, nenhuma outra informação sobre esses novos games foi dada.

Vale lembrar que, no fim do ano passado, o PUBG Mobile voltou ao mercado indiano com um investimento milionário.

Posição do governo indiano

A escolha do ministro em usar o PUBG Mobile para exemplificar um jogo violento vai de encontro a outro movimento recente do governo indiano que baniu cerca de 200 apps chineses, incluindo o da Tencent Games. A empresa é acusada de passar informações de usuários de seus aplicativos em prol do governo chinês.

Após o banimento, a PUBG Corporation, que comanda a franquia do game, disse que tiraria a licença da Tencent de distribuir o game em solo indiano e faria uma versão do jogo completamente nova para o país. Ainda sim, autoridades governamentais não garantiram que um novo aplicativo nos mesmos moldes seria liberado no país.

publicidade

As críticas sobre PUBG Mobile ser violento chegam na mesma época em que a escalada do autoritarismo no país vem aumentando. Após as manifestações de pequenos agricultores que reivindicam a anulação das novas leis agrárias que afetam sua subsistência, o governo vem fechando o cerco contra figuras que usam a internet para propagar ideias contrárias aos seus mandos. Recentemente foi aprovado um pacote de regras para regular as mídias sociais.

Via My Smart Price