Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

O Google anunciou na quarta-feira (03/02) que seu novo cabo submarino com conexão da Europa até os EUA já está na ativa. O trajeto do cabo submarino do Google vai da costa da cidade de Virginia Beach, nos Estados Unidos até a costa atlântica francesa. Anunciado em 2019, o cabo submarino “Dunant” recebeu esse nome em homenagem a Henry Dunant, fundador da Cruz Vermelha e o primeiro a receber o Prêmio Nobel da Paz.

O cabo submarino foi desenvolvido em cooperação com a empresa de equipamentos de telecomunicações SubCom, e vai melhorar significativamente a interligação com outras infraestruturas de rede da região, proporcionando uma capacidade recorde. Além disso, o cabo submarino do Google também deve ajudar a atender à crescente demanda por serviços de nuvem.

publicidade
250 Tbps por segundo através do Oceano Atlântico

O cabo submarino do Google possui o diferencial de não depender de bombas de lasers para amplificar cada par de fibra conforme os dados trafegam por ele. Ao invés disso, a tecnologia SDM permite que lasers de bomba e outros componentes ópticos sejam compartilhados entre vários pares de fibras.

O Google acredita que o novo cabo melhorará substancialmente seus recursos de nuvem, permitindo que mais clientes criem aplicativos inovadores que funcionam nos mais diversos ambientes.

“Dunant é o primeiro cabo submarino de longa distância a apresentar um design de multiplexação por divisão espacial (SDM) de 12 pares de fibra e fornecerá capacidade recorde de 250 Tbps (terabits) por segundo através do Oceano Atlântico. Isso é o suficiente para transmitir todo o material digitalizado da biblioteca do Congresso dos EUA três vezes a cada segundo” afirmou Chris Ciauri, presidente da EMEA no Google Cloud.

“O aumento da capacidade do cabo é fornecido de maneira econômica com pares de fibras adicionais (doze, em vez de seis ou oito nas gerações anteriores de cabos submarinos) e designs de repetidores com otimização de energia”.

publicidade

Com Dunant agora em operação, o próximo cabo submarino do Google a ser lançado será o cabo Grace Hopper entre Nova York e a Europa, com locais de pousa em Bilbao, Espanha e Bude, no Reino Unido. O Google anunciou este novo cabo, que também está construindo em parceria com a SubCom, em julho passado. Estima-se que esteja ativado em 2022, contando com um total de 16 pares de fibra óptica.

Além disso, o Google também está construindo o cabo equiano, que liga África do Sul e Portugal. Este cabo submarino deve estar operacional ainda esse ano.

 

Via TechRadar