AplicativosAppleNotíciasMensagem do Facebook pede para usuário aceitar rastreamento de dados para anúncios

Marina Schnoor1 mês atrás5 min

Com preocupações quanto ao rastreamento de dados dos usuários, a Apple anunciou no final de 2020 mudanças de privacidade que terão um grande impacto para outras gigantes da Big Tech como Facebook (e seu WhatsApp) e Google. Depois de muita polêmica, farpas trocadas e até anúncios de página inteira nos maiores jornais dos EUA criticando a fabricante do iPhone, o FB acabou cedendo, assim como o Google.

Apesar de trabalhar com um Plano B, a possibilidade de processar a Apple, a rede social não teve outra escolha a não ser aceitar a realidade, e tentar salvar como for possível sua renda de rastreamento de dados voltados para publicidade.

Quando a atualização da Apple entrar em vigor, os desenvolvedores de aplicativo terão que pedir permissão do usuário para rastrear seus dados, e quem não cumprir a decisão será removido da App Store. A solução que o Facebook pensou agora foi criar uma mensagem para “ajudar as pessoas a decidir de maneira mais informada”. A mensagem da companhia de Zuckerberg vem antes do pop-up da Apple sobre a atualização, que deve começar a aparecer em iPhones e iPads por volta de março.

Impacto da mudança

A mensagem do Facebook pede que o usuário “permita usar suas atividades em aplicativos e sites”, sem mencionar rastreamento de dados. Enquanto isso, o pop-up da Apple dirá que o FB “te rastreia por aplicativos e sites de outras companhias”. Colocando a mensagem antes da atualização do iOS entrar em vigor, o Facebook poderá ter uma ideia de qual será o impacto de usuários dizendo não ao rastreamento. Segundo o The Information, pessoas na empresa acreditam que 80% dos usuários da rede social farão essa escolha.

Falando para o The Verge, um porta-voz do Facebook tentou se justificar: “O pop-up da Apple é pensado para apresentar uma troca falsa entre anúncios personalizados e privacidade. Para ajudar as pessoas a fazer uma escolha real, vamos mostrar uma tela nossa dando mais informações sobre como usamos anúncios personalizados, que ajudam pequenos negócios e permitem que apps sejam gratuitos.” Para ele, “dizer sim na nossa tela não resulta no Facebook coletando novos tipos de dados, só significa que o Facebook pode continuar a dar as melhores experiências para as pessoas”.

Imagem: Nghia Nguyen (Unsplash)