Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

A Fortune realizou uma pesquisa com 3.820 executivos, diretores e analistas corporativos, e divulgou que, pelo 14º ano seguido, a Apple foi eleita a empresa mais admirada do mundo.

A Apple deixou para trás gigantes como Amazon e Microsoft, que completaram o pódio, além da Walt Disney Company (4º), Starbucks (5º), Berkshire Hathaway (do bilionário Warren Buffett em 6º), Alphabet (controladora do Google em 7º) e Netflix (9º), entre outras. O top 10 foi completado pelo JP Morgan (8º) e pela Costco Wholesale (10º).

publicidade

A Apple se manteve no topo como empresa mais admirada do mundo ao vencer em uma série de quesitos colocados para votação na pesquisa: inovação, gestão de pessoas, uso de ativos corporativos, responsabilidade social, qualidade de gestão, solidez financeira, valor de investimento a longo prazo, qualidade de produtos, serviços e categorias de competitividade global.

Disney também é destaque

Além do excelente desempenho da Apple, vale destacar o posicionamento da Walt Disney Company como quarta empresa mais admirada do mundo na pesquisa divulgada nesta segunda (01/01) pela Fortune. Atrás apenas de Apple, Amazon e Microsoft, a Disney foi eleita, pelo 18º ano seguido, a melhor do segmento de entretenimento.

De acordo com um comunicado da própria Disney, a empresa atingiu pontuação máxima nos seguintes quesitos: qualidade de seus produtos e serviços, competitividade global, gestão de pessoas, responsabilidade social e valor de investimento de longo prazo.

Como funciona a votação

A votação que elegeu a Apple como empresa mais admirada do mundo e a Walt Disney Company como a melhor do segmento de entretenimento foi realizada em parceria pela Fortune e a empresa de consultoria de gerenciamento global Korn Ferry.

publicidade

Para determinar as empresas mais conceituadas em 52 setores, a Korn Ferry pediu a executivos, diretores e analistas que classificassem as empresas em seu próprio setor em nove critérios, desde o valor do investimento e qualidade da gestão e produtos até responsabilidade social e capacidade de atrair talentos.

“A lista representa as empresas que os líderes de negócios mais admiram e estão observando de perto”, pontuou a Fortune, em sua publicação. “As empresas são classificadas não apenas por seu sucesso, mas por como e onde têm sucesso”, complementou, explicando parte do processo que culmina com a formação da lista.

CEOs mais subestimados e mais superestimados

Além da pesquisa que apontou a Apple como a empresa mais admirada do mundo mais uma vez, outra enquete da Fortune, realizada com 5.250 executivos, elegeu Tim Cook, CEO da Maçã, como o CEO mais subestimado do mundo corporativo, ou seja, mais uma vitória da Apple.

Ele ficou atrás de Mary Barra (General Motors) e Satya Nadella (Microsoft). Os CEOs mais superestimados, de acordo com os participantes da pesquisa, são Mark Zuckerberg, do Facebook, Jeff Bezos, da Amazon, e Elon Musk, bilionário responsável pela Tesla e pela SpaceX.

CEO da Apple Tim Cook fala sobre Covid-19 e muitos assuntos em podcast

Tim Cook CEO da Apple (Divulgação/Apple)

“Os líderes empresariais avaliam quais de seus pares recebem pouco crédito e quais recebem muito”, explicou a Fortune, ao apresentar sua segunda pesquisa. Essa segunda pesquisa, direcionada apenas para CEOs, começou a ser realizada há quatro anos. Na ocasião, em 2017, Jeff Bezos, da Amazon, Mark Zuckerberg, do Facebook, Tim Cook, da Apple, e Elon Musk, da Tesla, também estiveram presentes, alguns em ambas as listas. Segundo a Fortune, “melhor ser amado e odiado do que não ser notado”.

Via Apple Insider

Imagem do destaque: Zhang Kaiyv/Pexels